Brasil

Por Observador Diário, em 22/11/2012 às 12:34  

José Dirceu organiza em Brasília seu contra-ataque

Tamanho da fonte: a-a+

Depois de ser condenado a dez anos e dez meses de cadeia pelos crimes de formação de quadrilha e corrupção ativa, o ex-ministro José Dirceu dá início a uma operação de contra-ataque a essa decisão do Supremo Tribunal Federal. O colunista Josias de Souza aponta o levantamento da repórter Maria Lima sobre os passos de Dirceu por Brasília para reagir à condenação. Almoços e reuniões com lideranças petistas no Congresso e nas principais regiões, além de agenda com dirigente da União  Nacional dos Estudantes faz parte dessa estratégia. O deputado federal Zeca Dirceu, filho do ex-ministro, fala sobre o empenho do pai: “Ele só tem 66, tem muito tempo pela frente”.




12 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por Capitão Caverna, em 24/11/2012 às 15:27

Esse post é um exemplo, reproduz apenas o que já veiculado na mídia... qual a opinião deixada por algum político a respeito dessa desfaçatez. Alguém da oposição se fará ouvir e irá contrapor-se a esse discurso facista de um condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha que questiona as decisões da suprema corte do país? Quem será a voz da oposição e defenderá o regime democrático, as instituições e as leis do país? Quando questionarão o próprio Lula, um dos mentores do crime? Cadê a oposição??? FHC, defenda sua opinião e reitere que não deseja fazer oposição a essa corja...

Por Capitão Caverna, em 24/11/2012 às 14:16

Não existe mais a política ideológica, partidária, em defesa de idéias claras e objetivos bem definidos. É impossível classificar hoje partido como esquerda, direita, nacionalista, liberal, conservador… Longe disso ser uma manifestação do pluralismo democrático, exprime apenas o pragmatismo dos únicos lados possíveis na política: governo e não-governo. Os posicionamentos políticos, os discursos expressam apenas os interesses Imediatos individuais, que podem mascarar-se como interesses partidários. Cito a eleição de Haddad e a candidatura de Aécio, como exemplos de projetos pessoais, abraçados como estratégias partidárias para chegar ao poder… E só. O próprio FHC confessa isso em seu artigo, a meu ver, ignóbil, no qual assume não ser oposição, desejando apenas marcar posicionamentos para diferenciar-se do PT, ou do Governo… Dai o discurso populista a favor das drogas, do aborto, etc… Querendo transparecer uma imagem moderna. Xico Graziano não é diferente. Esteve a frente de diversas campanhas políticas, e foi um dos idealizadores da estratégia covarde de igualar Serra a Lula na campanha presidencial de 2010, na época escondendo FHC.. mas aqui no site é ferrenho defensor de FHC, mas sempre usando um posicionamento pessoal, não-partidário. O site OP expressa essas contradições. A meu ver um laboratório, de initiativa populista, que desejava inserir o PSDB na modernidade da internet. Mas esqueceram-se de que as informações estão mais acessíveis, que as estratégias partidárias ficam evidentes. E que infelizmente o PSDB não tem conteúdo para diferenciar-se do PT e dos outros partidos. Usaram esse espaço como veículo de disseminação de propaganda partidária. E quem acredita ainda em discursos vazios? Quantas vezes algum político se expôs aqui ao debate verdadeiro? Simplesmente não têm coragem e conteúdo para isso… Assim, o site transformou-se em sua própria caricatura, e deixou de ser um espaço plural, para ser um espaço para deposição de lixo, reberveração de artigos já veiculados na mídia, e com viés partidário, com poucos que ainda expressam suas opinões... E esses tornam-se repetitivos, inclusive eu, pois não existe debate algum, apenas a enumeração e a denúncia sistemática dos vícios de um espaço que deveria ser democrático...

Por Ragnar Ragnarsson, em 26/11/2012 às 13:19

@antoniorodrigues Muito bom. Há muito tempo não lia nada tão sensato, perspicaz e que traduz a realidade política brasileira e a situação deste site, assim, na lata, sem palavrões, sem oligofrenias, histrionismos e falsa filosofia, tão comuns por aqui.

Por Capitão Caverna, em 24/11/2012 às 15:21

@antoniorodrigues Reproduzi aqui o post que estava bloqueado...

Por roberto argento filho argento, em 23/11/2012 às 15:38

Copi e cola da Wikipédia: A Cruzada das Crianças ou a Cruzada dos Inocentes é o nome dado a um conjunto de factos misturado com algumas fantasias que ocorreram no ano de 1212. Dessa combinação resultaram vários relatos com vários elementos em comum: um rapaz conduzindo um vasto grupo de crianças e jovens menores de idade marchando para o sul da Itália com o objectivo de libertar a Terra Santa (Jerusalém) e que culminam com a morte das crianças ou a sua venda para a escravatura (foram vendidas como escravos quando desembarcaram em Alexandria). Existem várias versões divergentes e os próprios factos que deram origem às lendas continuam a ser debatidos pelos historiadores. Qualquer semelhança não é mera coincidência

Por José Antônio da Conceição, em 22/11/2012 às 16:28

Saudades do meu falecido amigo Reinaldo Nicolino. Chefe de gabinete por dois ou três mandatos, campanha eleitoral que ele comandava nunca foi campanha derrotada. Reinaldo estufava o peito e dizia: "Conheço a política, conheço também os subterrâneos da política". Reinaldo, apesar das minhas investidas nunca me contou sobre os acontecimentos dos subterrâneos. Mas agradeço a ele meu aprendizado. Foi ele que me alertou para a existência dos tais subterrâneos... sabendo da existência real deles, ficou mais fácil analisar a política, não pelos FATOS conforme gosta o Jader, mas procurando com lupa e microscópio aquilo que está por detrás dos FATOS! Agradecimentos eternos, amigo Reinaldo Nicolino! Espero que a política (aí onde você está) seja menos rasteira, menos dissimulada, menos mentirosa, menos vil e menos fedorenta que esta para a qual você me alertou muitos anos atrás.

Por augusto josé sá campello, em 22/11/2012 às 18:06

@joseantonio400 Ola, de novo, amigo José Antonio. É fato. Política sempre tem seus subterrâneos, suas versões e distorções. Aprendi isto ainda nos meus verdes anos. Dentro da falecida UNE. Afastei-me dela em 62. Cansei dos conchavos, eleições manipuladas.. Fui, inocente, para partido político. Pensava que ali se fazia algo concreto,. Quanta sujeira! Se não me falha a memória, faz um ou dois anos, um ator, global, disse em público que política é como merda e que para fazer política é preciso meter as mãos na dita. Dá bem a medida da coisa. Ajscampello

Por Ricardo Froes, em 22/11/2012 às 18:01

@joseantonio400 Sim, mas o que você quis dizer com isso?

Por mario jota, em 22/11/2012 às 15:50

Estudantes de verdade não se metem na UNE. Esses da UNE adoram vadiar e nada produzem. Quanto ao Dirceu, continue com suas presepadas, podemos continuar a critica-lo. Afinal, quem é condenado pelo STF não tem a mínima moral para dizer nada.

Por lauro esteves, em 22/11/2012 às 14:13

Apenas mais uma batalha.

Por augusto josé sá campello, em 22/11/2012 às 14:09

Boa tarde. Contra-ataque? Está mais para o de sempre. Luta contínua contra "tudo o que aí está". Articulada em diversas frentes. Nesta luta, pouco importa a realidade factual. Vamos ouvir muita distorção. Vivemos tempos difíceis. A politicagem em BSB campeia solta. Parece periférica à presidência da República. Oxala assim permaneça. A bendita economia está levando uns trancos. São necessárias preces endereçadas a nosso irmãos mais frágeis socio economicamente. Ajscampello

Por milton valdameri, em 22/11/2012 às 13:10

Estudantes reunindo-se com um corrupto condenado pelo STF... o "Coração de Estudante" precisa urgentemente de um cardiologista.