Brasil

Por Arthur Lopez, em 23/11/2012 às 13:14  

Segurança: ativista antiviolência é morta em chacina em São Paulo

Tamanho da fonte: a-a+

Luciene Neves, de 24 anos, era integrante de um grupo de jovens católicos voltado ao atendimento de vítimas da violência. Ela  foi morta no dia 22, conforme publica da Folha de S.Paulo, a 73 metros de sua casa, no Jardim São Luís, zona sul da capital paulista. Foi durante o jogo Brasil e Argentina, quando uma moto com dois homens parou em frente ao bar do Buiú, onde 15 pessoas, incluindo Luciene, assistiam a um show sertanejo. O jornal conta que um dos homens pulou da moto, entrou no bar ainda de capacete e apontou a arma, disparando cerca de 30 vezes. Três tiros acertaram Luciene. Ela morreu no local, diante de primos e amigos.

Esta foi a 17ª chacina do ano na Grande São Paulo, a quarta desde sábado

Saiba mais: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1189870-militante-antiviolencia-e-morta-com-tres-tiros-em-chacina-em-sao-paulo.shtml




Nenhuma opinião publicada

O que você tem a dizer?