Brasil

Por Observador Diário, em 06/12/2012 às 18:28  

Mensalão: Barbosa vota pela cassação dos mandatos dos condenados, Lewandowski é contra

Tamanho da fonte: a-a+

O ministro Joaquim Barbosa, relator do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal, votou pela perda do cargo dos três deputados federais condenados no julgamento do mensalão, Valdemar da Costa Neto (PR-SP), João Paulo Cunha (PT-SP) e Pedro Henry (PP-MT), além da cassação do mandato de José Borba, prefeito de Jandaia do Sul (PR). A decisão, que deve ser analisada pelos demais ministros, afetaria também José Genoino que é primeiro suplente da bancada petista na Câmara dos Deputados.

O ministro revisor do processo, Ricardo Lewandowski, já antecipou sua opinião a respeito e disse que se opõe alegando que decisão só pode ser tomada pelo Congresso.

 




4 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por Deborah Andrade, em 10/12/2012 às 13:18

Não precisava nem se manifestar o magistrado, filho da vizinha de dona Marisa. A gente sempre soube dos posicionamentos dele...

Por regina oliveira, em 08/12/2012 às 14:06

Como o óbvio-cassação- pode ser complicado ?A base para que alguém nos represente politicamente foi anulada no momento em que o representante eleito mostrou-se sem as qualificações devidas que fundamentaram a sua eleição .Como deixar as raposas cuidarem do galinheiro?O Supremo é a voz quando se tem conflito de interesses. Questão de bom senso natural sem delongas manipuladoras.

Por roberto argento filho argento, em 06/12/2012 às 22:30

"Mensalão: Barbosa vota pela cassação dos mandatos dos condenados, Lewandowski é contra" Não me estranha nada esta diversidade de opiniões. Ambos são juízes, probos, etc,etc, etc, homens, falhos e que devem suas decisões apenas às Leis e Regulamentos e, às suas Consciências. Fofoquinhas e "Conduções" já me basta a dos outros Observadores Políticos. Valeu a tentativa, comigo não costuma colar, embora não seja, eu, imune.

Por roberto argento filho argento, em 07/12/2012 às 12:40

@argento: He he he ... vou acabar virando PSDB (besta ou bosta), sem qualquer senso crítico