Opinião

Por José Antônio da Conceição, em 06/12/2012 às 13:49  

REPUBLICANDO – Quanta contradição! [autor: Jose Reis Barata]

Tamanho da fonte: a-a+

**//**

PUBLICADO AQUI NO OP – em 09/07/2012

 

Quanta contradição!

“Você não pode imaginar que o Brasil deste tamanho vai ter um partido único, dono da verdade, dos 5 mil municípios, dos 27 estados, do Brasil, por um século. Você não pode imaginar que seja esse o projeto do povo brasileiro. É bom que tenha alternância de poder. É importante ter a perspectiva do contraditório – Eduardo Campos, governador de Pernambuco e presidente do PSB, em entrevista à Folha de S. Paulo”

Se, por um lado, é bom perceber que o Brasil político está acordando para a terrível realidade de um só barco e um só partido, um PUG – Partido Único Governista que faz água e naufragará com todos; por outro, lamento que a própria camarilha política que sobrevive de incestuosas coligações espúrias se expresse desse modo.

—————————————————————————————————————————————————-

Por José Antônio da Conceição, em 09/07/2012 às 16:53

E mais… eu e tantos outros que clamam por mudanças, não queremos estar na via contrária do que homens ilustres disseram. Não queremos abolir a propriedade dos meios de produção por decreto. (mas reconhecemos que foi de decreto em decreto e de Lei em Lei, que chegamos até aqui).

O caminho inverso… na direção das origens (virtudes) maioria de nós defende que seja pelo esclarecimento (revelar o que está oculto para a maioria).

Boa ideia para isso, a sua: “pensar sobre o já pensado, para abrir a oportunidade de novos pensamentos”. Claro, partindo do princípio que pensamentos compartilhados por muitos podem resultar em ações. Estas sim, as que moveram e continuam movendo o mundo.

 

Por José Antônio da Conceição, em 09/07/2012 às 16:47

Pois é… isso é Brasil ! Pelo menos até o dia em que o POVO BRASILEIRO alcance o esclarecimento.




1 opinião publicada

O que você tem a dizer?

Por augusto josé sá campello, em 06/12/2012 às 13:58

Boa tarde. A julgar pelo último escandalo....e sujbsequentes blindagens, e conversas mole...somadas a intervenções autoritárias em setor crítico....vamos na contramão dos tempos. Ajscampello