Opinião

Por , em 28/12/2012 às 11:19  

Sobre a Segurança Pública do Estado de São Paulo

Tamanho da fonte: a-a+

Comparado ao que, mesmo?

“A escalada dos casos de mortos em confronto é acompanhada da onda de violência que se intensificou em outubro e provocou a queda do secretário da Segurança Pública Antonio Ferreira Pinto, em 21 de novembro – e sua substituição por Fernando Grella Vieira. ‘Acho que se demonstra claramente a existência de uma política institucionalizada para matar. É impossível que se tenha tantas pessoas dispostas a morrer em confrontos com a PM. É preciso checar no que deu a investigação a respeito dessas mortes’, diz o presidente do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, Ivan Seixas.”
O número é alto em relação ao quê? Outras sociedades? O número em si não diz muito se não soubermos em qual universo ele se insere. Proporcionalmente falando pode ser baixo, a matéria precisava disponibilizar mais dados para que possamos julgar.
O Presidente do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, Ivan Seixas diz acreditar que não haja “tantas pessoas dispostas a morrer em confrontos com a PM”, eu acho que o raciocínio é outro: será que há tantas pessoas dispostas a resistir confiantes na sua impunidade perante o sistema judicial? Esta é a questão e, uma vez enfrentada, o crime provavelmente diminuiria.

 




5 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por mario jota, em 28/12/2012 às 13:32

A questão é outra: como o crime organizado ficou tão poderoso assim? poderoso a ponto de sair a caça de policiais? Existem fatos que desconhecemos e qualquer discussão torna-se inútil. Tem podridão demais escondida..........

Por regina oliveira, em 28/12/2012 às 18:57

@mario130852 devemos então nos silenciar por não conhecermos a podridão oculta?Acredito seja importante por a mão no vespeiro para transformar o lixo-reciclar - em energia. Jornalistas não podem levantar hipóteses, cidadãos comuns sim.Sou uma cidadã comum com uma baita imaginação.Seria irresponsável ou corajosa?Levantar hipótese sobre o não conhecido não é inverter a realidade-fato- como o partido no poder faz.

Por fernando f., em 28/12/2012 às 13:55

@mario130852 isso mesmo, tem muito acontecendo além da matrix.

Por regina oliveira, em 28/12/2012 às 13:25

A queda do Secretário Antonio Ferreira Pinto foi uma demonstração de fragilidade do poder constituido perante o PCC.Não se negocia com o crime organizado.

Por fernando f., em 28/12/2012 às 11:46

a guerra as drogas é uma das principais fontes de violencia ja inventadas pela civilização contemporanea. O mexico q o diga. http://hempadao.blogspot.com.br/2012/12/mortos-e-desaparecidos-na-guerra-as.html