Corrupção

Por Afonso Malatesta, em 20/12/2012 às 13:58  

STF irá avaliar pedido de prisão imediata de alguns dos envolvidos no mensalão

Tamanho da fonte: a-a+

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu ontem a prisão de condenados pelo Supremo Tribunal Federal por envolvimento com o esquema do mensalão. De plantão no STF durante o recesso do Judiciário, que se inicia hoje, o presidente da Corte, ministro Joaquim Barbosa, disse que vai avaliar o pedido se o texto não for muito longo “Se (o pedido) for muito longo, não. Se for curtinho, talvez”, disse o ministro ao jornal Estado de S.Paulo.

Em documento de 20 páginas, Gurgel afirmou ser importante executar já as condenações. Pela manhã, antes de formalizar o pedido, ele disse que não é adequado esperar o julgamento dos eventuais recursos dos condenados para só depois decretar as prisões. O pedido alcança, entre outros, o ex-ministro José Dirceu e o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), que foram condenados a regime inicialmente fechado.

O pedido embora feito um pouco tarde já que o STF entrará em recesso, é correto, não há motivos para esperar para que as prisões sejam efetuadas após julgados os recursos de cada envolvido no mensalão. É preciso dar o exemplo, e não apenas condenar e deixar os culpados desfilando em seus carros importados e realizando festas em suas humildes residências.

 

Fonte O Estado de S.Paulo

 




Nenhuma opinião publicada

O que você tem a dizer?