Congresso

Por Observador Diário, em 09/01/2013 às 12:46  

O MPF vai investigar o ex-presidente Lula. PGR enviará o caso à primeira instância

Tamanho da fonte: a-a+

(post original publicado por @delio)

Depoimento de Marcos Valério que acusa ex-presidente de ter recebido dinheiro do esquema para pagar despesas pessoais baseia investigação, diz ‘O Estado de São Paulo’. Procurador-geral da República enviará o caso à 1ª instância

O Ministério Público Federal (MPF) decidiu investigar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com base na denúncia feita pelo operador financeiro do mensalão, Marcos Valério, de que o esquema também pagou despesas pessoais do petista. Segundo reportagem do jornal O Estado de São Paulo publicada nesta quarta-feira, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, vai remeter o caso à primeira instância, já que Lula não tem mais foro privilegiado. A denúncia poderá ser apurada pelo Ministério Público Federal em São Paulo, em Brasília ou em Minas Gerais.
De acordo com o Estado, Gurgel tem repetido a integrantes do MPF que as acusações feitas por Valério em depoimento a procuradores precisam ser aprofundadas. O procurador-geral da República ainda analisa o depoimento dado por Valério em setembro do ano passado e documentos apresentados por ele serão o ponto de partida do inquérito sobre a participação de Lula no mensalão.

http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/mpf-decide-investigar-envolvimento-de-lula-no-mensalao

 




3 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por Fernando Augusto Rodrigues da Costa, em 24/02/2013 às 09:17

Tá demorando porque?

Por Elza A. Cardoso, em 09/01/2013 às 14:40

Infelizmente parece que houve um "equivoco"....o PROCURADOR Ainda "não resolveu" se sim ou se não... Parece que a "casca", que envolve o assunto, é mais "grossa" do que se esperava e o envolvimento de Lula vai fazer com que muitos outros venham à baila. Inclusive de outros partidos e governos... Como o Brasil está abandonado...

Por Delio Nilton Tonin, em 10/01/2013 às 00:00

@zazamir Procurador-geral da República, Roberto Gurgel, vai remeter o caso à primeira instância, já que Lula "não tem mais foro privilegiado." A denúncia poderá ser apurada pelo Ministério Público Federal em São Paulo, em Brasília ou em Minas Gerais. Embora o próprio Gurgel não tenha confirmado essa informação, tudo indica que o procedimento será esse mesmo