Brasil

Por Observador Político, em 11/01/2013 às 12:26  

Post do OP obteve 40 mil compartilhamentos

Tamanho da fonte: a-a+

O canal do Observador Político no Facebook promoveu ações de grande audiência.  O principal post com efeito viral na rede publicado pelo OP sintetizou o sentimento das pessoas no auge das decisões sobre o julgamento do mensalão em novembro de 2012. O post era uma imagem do ministro do STF Joaquim Barbosa apresentado pela sua cota de competência e atingiu o recorde da plataforma em número de compartilhamentos e público atingido, quase 40 mil para cada um desses dois índices. Para quem reclamou que o OP assumia, nessa imagem, uma postura contra as cotas raciais, vale lembrar outro post, publicado em ag0sto, que mostrava um outro lado nessa discussão sobre as cotas. O objetivo do Observador Político foi o de promover o debate sobre um tema tão presente na realidade brasileira atual.

 

 




13 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por Guilherme Firmo da Cunha, em 14/01/2013 às 21:05

Acho que não se pode falar em aceitar ou não aceitar cotas. Simplesmente é inconstitucional. Essa estratégia do PT é de simplesmente transformar o brasilero em um povo racista. Veja-se outra cota, que também é inconstitucional e está transforfando o nosso país em um depósito de bandidos: a cota de idade para ser preso. Se nossa carta magna afirma que todos são iguais perante a lei, indeendente de idade, credo religioso, cor da pele, raça....

Por acir carlos ochove, em 15/01/2013 às 09:35

@frcguilherme Mas, e a tal inimputabilidade, quando um menor comete crime não acontece nada, mas o efeito é igual ao crime do que tem maioridade; e quando se trata e roubo cometido por indio ? O resultado do roubo é o mesmo, mas não acontece nada. Penso que essa proteção deve acabar, isso é ridiculo. A diferença das pessoas está na sua impossibilidade de conseguir praticar ato. Se esta apto a praticar qualquer ato, deve ser responsabilizado de forma igual . TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI. Não deve existir quotas para criminosos.

Por Elza A. Cardoso, em 11/01/2013 às 22:30

"COTAS RACIAIS", mais uma artimanha da esquerda para criar mais antagonismos e fracassos ... Sempre colocando um contra o outro... O "pobre" contra a classe média. O negro contra o branco e vice e versa. Os que se aproveitam contra os que trabalham... Quero ver, quando estes "cotistas" saiam das Faculdades, sem possuir nenhuma "FACULDADE"... Óbvio que, as "clientelas" terão que aprender a escolher seus "profissionais" por outros critérios, bem mais exigentes do que um simples "diploma"...

Por acir carlos ochove, em 13/01/2013 às 11:35

@zazamir Bom dia Elza, tenho observado que as pessoas, dependendo onde estudaram, não são chamadas a entrevista nunca. Pode ter até doutorado, não vale nada.

Por Elza A. Cardoso, em 13/01/2013 às 14:52

@acir Acir, esta estória do "Cotas" é mais uma maneira de ENGANAR OS SIMPLES E DE SUCATEAR o ensino no Brasil...Parece estranho, né? Mas quer ver? Junte a combinação mortal que é a proibição de repetência e de reprovação, por flata de aproveitamento, com esta "coisa" de cotas... Você deixaria um filho seu, ou um neto, ser atendido por um médico que se formou "graças" às cotas? Contrataria um Arquiteto que só se formou em função de "cotas"? Pois é. Eles criaram a "arapuca" simpática das cotas, com a mesma intenção de quando criaram as "bolsas dependência" e ESTÃO PREJUDICANDO as minorias que, COM COTAS OU SEM ELAS, POR SEU PRÓPRIO ESFORÇO E INTELIGÊNCIA, se formarão nas Universidades...Eles buscam "confundir", misturar, o bom estudante com o que não tem condição de aprender e disputar no mercado de trabalho... Então, o que eles fazem? Contratam estes que não são absorvidos pelo mercado e os colocam para exercer cargos públicos...São os médicos, os enfermeiros e auxiliares de enfermagem dos Postos de Saúde...São os engenheiros, arquitetos, advogados públicos , em sua grande maioria. Ocuparão cargos com imensa responsabilidade, mas sem que tenham a capacidade para exercê-los... Já vemos alguns destes resultados por aí e ainda veremos muito mais... Nenhum governo, desde os militares, até hoje, quis focar ou se empenhar em dar Educação ao povo. Os motivos? Todos sabemos: GENTE CULTA, que aprende a pensar a ponto de se auto-determinar, É PERIGOSA!!! Estas pessoas questionam, atrapalham! Então, o "lema" deles é :"NÓS" FINGIMOS QUE ENSINAMOS E ELES PENSAM QUE APRENDEM... São coisas como esta que me desiludem, vendo como os homens que governaram por tanto tempo este país, SÃO HIPÓCRITAS... Como dizem e "defendem" determinadas idéias, para sentarem seus excelentíssimos "derrières" na cadeira do poder, dizem : "Esqueçam tudo que eu disse" e não as materializam nunca... Ninguém pensa que o poder é temporário e finito...Pensam que enganarão para sempre, sem desconfiar que a HISTÓRIA tem o seu COBRADOR, que as "versões" impostas pelo Poder momentâneo MUDAM e que a história, co o seu Cobrador, COBRAM DE VERDADE...Ah... Cobram mesmo.

Por Elza A. Cardoso, em 11/01/2013 às 19:35

Sem nenhuma hipocrisia.. Esta estória de cotas, veremos o "belo" resultado daqui há alguns anos, quando os coitados, "beneficiado" por elas, saírem das Faculdades, sem NENHUMA "FACULDADE", kkkkkk

Por augusto josé sá campello, em 11/01/2013 às 14:59

Boa tarde, de novo. Apenas mais um algo a dizer : raça é um conceito que foi abandonado. Somos todos africanos. Ajscampello P S felizmente cresci em uma família multicolorida e multiétnica. Abençoados meus Pais. Aprendi na mais tenra das idades.

Por Elza A. Cardoso, em 13/01/2013 às 14:55

@ajcampello Campelo, somos todos HUMANOS...

Por acir carlos ochove, em 11/01/2013 às 14:46

Parabens ao ministro Joaquim Barbosa, exemplo de dedicação, deveria ser copiado por todos os brasileiros. Gostaria no entanto de perguntar como vai o processo do decreto de mudou a constituição de 88, aquele das terras dos quilombolas que foi despachado então pelo `Presidente Ayres Brito, com voto brilhante, e requizitado pela ministra Carmen Lucia e até agora não se manifestou. Isso cheira a APARELHAMENTO. O judiciario é um poder independente como ficou provado com o julgamento do mensalão, não vamos estragar essa trajetoria e passar a trabalhar como a Venezuela. O povo brasileiro não precisa de quotas, precisa de politicos decentes que garantam ensino publico com qualidade, do basico a universidade.

Por augusto josé sá campello, em 11/01/2013 às 12:44

Boa tarde. Cotas? Que me perdoem os bem intencionados. Mas isto me cheira a Stalinismo. Quando todos os soviéticos tinham de cumprir cotas de produção e antes, o acesso a qualquer que fosse o serviço público (educação é serviço) havia uma escala de prioridades e cotas até mesmo por origem territorial para a obtenção do serviço. Penso que, por exemplo, a Coréia do Sul, com seu nefando Chaebol, não é modelo para nós. Mas, a educação, por lá, prosperou e deu excelentes resultados pois buscou o paranóico modelo japonês de MÉRITO. O que eu quero dizer é que ou se valoriza o republicano mérito ou tudo fica no mesmo. Agora, vem o remendo : a BOLSA para cotistas. BOLSA DE ESTUDOS , por mérito, é algo que ninguém quer topar. Porque? Porque há uma teratológica dívida contraída lá se vão mais de dez anos. A Educação Básica e o a Média permanesceram medíocres. O Pouco que havia sido conquistado antes...foi desperdiçado. Ajscampello

Por mario jota, em 11/01/2013 às 13:29

@ajcampello É que trabalhar duro cansa. Melhor ficar distribuindo vagas por cotas e bolsas, é mais fácil e não dá tanta dor de cabeça. Ministro da educação que fez trabalho bom foi o Paulo Renato e, por isso foi crucificado pela esquerda. Tudo que é bom para o país, passa por cima do corporativismo fedorento, e por isso aumenta a chiadeira. Cotas e bolsas não promove o desenvolvimento tecnológico do país. Quanto a educação básica, se não houver engajamento do MEC com uma política séria sem demagogia, não haverá futuro para o país. O ENEM, como é feito hoje, é tipico de políticas demagógicas.

Por mario jota, em 12/01/2013 às 16:47

@mario130852 Essa do Augusto: promover um petista só porque é petista só demonstra o que é o petismo. Os caras adoram ditaduras, a deles, não é por acaso que adoram Fidel ( o assassino ), Chaves ( o bufão ), a da Argentina ( a louca ).

Por augusto josé sá campello, em 11/01/2013 às 14:56

@mario130852 Caro amigo Mario Jota. É verdade. Trabalhar e estudar duro, cansa. Um velho colega de colégio acaba de se aposentar de uma estatal. A gota d'água foi o fato de que, depois de quarenta e tantos anos de trabalho, mestrados, cursos de especialização, etc, o que aconteceu? O chefe do departamento dele aposentou-se. Pela lógica, tempo de serviço, indicação do recem aposentado e titulação acadêmica, meu velho colega seria nomeado para a chefia do departamento. Foi? Não. Foi o sub-chefe do almoxarifado. Petista de carteirinha. Um sujeito que sequer tem o segundo grau completo. Ajscampello