Opinião

Por , em 05/02/2013 às 23:10  

Memorando da Secretária da Saúde de Taubaté aos funcionários.

Tamanho da fonte: a-a+

 

 Divulgando Memorando que recebi em meu posto de trabalho no CAPS de Taubaté SP.

Memorando Saúde Prefeitura de Taubaté SP




5 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por Leandro C S Gavinier, em 28/04/2013 às 00:51

A Secretária da Saúde, Sra. Aldineia, foi dispensada das atividades há 3 semanas...

Por erikssom patos, em 06/02/2013 às 09:24

Sei não, dar uma opinião num caso desses sem conhecer o contexto social e trabalhista deste meio é meio complicado. Mas, superficialmente pode se afirmar que essa circular soa como uma intimidação aos funcionários que atuam no setor de saúde deste município, além de insinuar que os problemas enfrentados na área de saúde desta localidade são causados pelos seus trabalhadores. Por certo existem funcionários problemas, mas esse pequeno universos de funcionários isso é suficiente para justificar uma troca de sistema de gestão da saúde? É necessário ameaçar com dispensa toda equipe de funcionários para a implantação de uma PPP (OS)? Uma organização dessas vai resolver as falhas estruturais e conjunturais que porventura existem no sistema de saúde? Fica ai o questionamento.

Por Leandro C S Gavinier, em 06/02/2013 às 22:43

Pois é Erik, tentando eu mesmo fazer um análise isenta do Memorando, apesar de nunca conseguir pois sou um funcionário, é facilmente verificável o caráter meramente ameaçador do documento, visto que a municipalidade não pode simplesmente abrir mão de todo seu efetivo de servidores concursados e substitui-los pela contratação de uma entidade privada. Eu particularmente sou favorável à dinamização das relações de trabalho com possibilidade de cobrança mais efetiva de metas; e é isso que as OS (Organizações Sociais) tem conseguido fazer em vários hospitais do estado de São Paulo. Quando necessária a transição de um serviço da administração direta para outro de administração privada, deve ser feita de modo tranquilo e com participação do funcionalismo. Aqui em Taubaté a quase totalidade do funcionalismo público da saúde já tem cumpre horário devido implantação há longa data do controle de ponto eletrônico, os salários estão acima da média da região. Apesar das dificuldades, muitos setores funcionam. Saúde pública se faz com conhecimento, humanização não é simplesmente pedir para funcionário ser educado; humanização é capacitar o funcionalismo a entender os problemas da população. A humanização é consequência de uma ação de capacitação profissional.

Por erikssom patos, em 06/02/2013 às 09:29

O PSDB tem que ter um pouco mais de cautela nestas horas, porque a carreira politica inicia no município, e não adianta querer passar por cima dos humildes, por menor que seja o grupo, no caso os trabalhadores da saúde, e lá na frente vai dar com a cara no muro. Depois não reclama do PT ser um partido popular e ter um canal ativo com os trabalhadores.

Por Elza A. Cardoso, em 06/02/2013 às 00:39

Admiro a boa intenção da Dra. Aldiméia. Sua postura é boa mas seu Português é PÉSSIMO! "MUITA" MÁ EDUCAÇÃO...