Opinião

Por Guilherme Gomes de Souza, em 06/03/2013 às 18:28  

Chavez não gostava do pobre, mas da pobreza

Tamanho da fonte: a-a+

O que aconteceu na Venezuela durante a “diratura” do Hugo Chavez? Aumentou a pobreza.
Para esses socialistas de araque, Hugo Chavez foi uma “grande liderança da América Latina”. Não concordo. Manter a pobreza com populismo e clientelismo é uma forma malvada de se manter no poder, como é também de marcar a vida enquanto estamos nesta biosfera. E aí? “Essa noite pedirão a sua alma, e o que tem reservado para ela, para quem será?”




36 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por mario jota, em 13/03/2013 às 17:22

Um dia saberemos quanto Chaves desviou para sua família..........................talvez alguns bilhões, de dólares, claro. Afinal, ninguém é de ferro.

Por Ismael Silverio Da Silva silvério, em 08/03/2013 às 17:26

Guilherme Gomes de Souza:Quem te disse que ser líder e trilhar os caminhos que você concorda ,ser líder e ter a capacidade de liderar pro bem ou pro mau,e entre o mau e o bem ainda existe um grande caminho para este líder agir e atuar, se utilizado de diversos meios para se manter no poder ,portanto meu caro amigo a luta deve ser ideológica .Quer mudar o governo, tente influenciar o povo com respeito, para que o mesmo escolha outro.

Por Ismael Silverio Da Silva silvério, em 12/03/2013 às 12:58

@silverio Guilherme ,Vejo que você não gostou da palavra misericórdia no contesto. E quais são os que mas carecem de misericórdia?,vou dar 2 exemplos; em uma nação em desenvolvimento,os que não tiveram condições de estudar ou prosseguir nos estudos.Os ES presidiários, que hoje o Estado os coloca enjaulados nos Curt issos penitenciário brasileiro, e se tiver sorte, de sair pela porta da frente, continuara sendo discriminados pela policia e a sociedade pelo resto da vida.

Por Ismael Silverio Da Silva silvério, em 12/03/2013 às 18:28

@silverio Ou melhor ,em um País em desenvolvimento.

Por roberto argento filho argento, em 11/03/2013 às 20:59

@silverio: Você tem os atributos de um líder? Quais são eles (os atributos, claro)?

Por Guilherme Gomes de Souza, em 12/03/2013 às 10:03

@argento Ser mesericordioso, é ficar distante do populismo e do clientelismo. É, sobretudo, dar ao povo a capacidade de produzir com liberdade, de pensar com liberdade com ênfase a meritocracia. Ao contrário a palavra "misericordioso" não se aplica.

Por Ismael Silverio Da Silva silvério, em 11/03/2013 às 21:31

@argento Não sei se tenho, mas posso adiantar que a qualidade que acho fundamental em um líder é saber ouvir, ouvir e ouvir e depois, se for preciso, não deixar de agir, ou seja, é ser misericordioso.

Por Guilherme Gomes de Souza, em 08/03/2013 às 17:32

@silverio Sempre digo que administrar é saber priorizar. Ainda prefiro considerar o nome de "grande liderança" pessoas do bem, para tanto, dentro de minhas limitações, procuro não me envolver ou defender verdadeiros sofismos.

Por Ismael Silverio Da Silva silvério, em 08/03/2013 às 17:39

@mendes Sim. E preciso ter uma visão ampla ,para compreendermos o processo político.

Por Max Lopez, em 08/03/2013 às 17:03

Chávez é o símbolo perfeito do atraso da América Latina.A história dos países latino-americanos está recheada dessas figuras exóticas e ridículas de caudilhos, tiranetes, salvadores da pátria etc.Lula, Evo, Correa, Cristina, Fidel etc são típicos representantes do nosso eterno sub-desenvolvimento econômico, político, social e cultural....

Por Max Lopez, em 08/03/2013 às 16:31

Nos países evoluídos, prevalecem as instituições; e não os políticos. Estes são meros empregados do povo designados para administrar as instituições. Há uma nítida diferença: nos países evoluídos o cidadão está acima do político. Nas repúblicas de bananas, o político é uma entidade paterna, às vezes divina, acima de todos e de tudo....

Por Guilherme Gomes de Souza, em 08/03/2013 às 17:27

@maxlopez Não gostaria de concordar com vc, mas é exatamente assim. A maior comprovação é que agora querem até embalsamar Hugo Chávez, numa manifestação típica de idolatria de república de bananas mesmo. Ao invés de lamentar tudo isso, prefiro enxergar como comédia. É inacreditável como pessoas megulham em brumas e ficam completamente cegas.

Por roberto argento filho argento, em 07/03/2013 às 11:02

Vamos combinar: há alguma coisa que desperte mais o amor que a pobreza? A Pobreza desperta o que há de mais enternecedor nos homens, principalmente no "Homem Público". Né não?

Por Guilherme Gomes de Souza, em 08/03/2013 às 09:04

@argento Sem dúvida. Principalmente para quem quer tirar proveito dela.

Por Guilherme Gomes de Souza, em 08/03/2013 às 13:58

@mendes Para Ismael. Um grande líder não se faz com ditatuduras e com base na pobreza, muito menos com "oba oba". Posso citar para vc Golda Meir.

Por Ismael Silverio Da Silva silvério, em 08/03/2013 às 12:01

@mendes Pra você, o que e ser um grande líder?.

Por erikssom patos, em 07/03/2013 às 07:23

O problema não é o homem do Hugo Chaves, o problema é o sistema econômico empregado, posto em execução. São as ideias socialistas que não funcionam bem na economia, por mais boas que sejam as intenções dos que a colocam em pratica. A economia é uma ciência e tem uma forma de funcionar de tal forma que só produz o seu ótimo de Pareto quando mais ou menos a deixe funcionar como deve ser. Tem muitos cara pálidas que até que tentam revogar a lei da gravidade, tem mais um tanto que até chegam a propor de fazer de implante de dente em galinhas, mas ficam só nisso!

Por Guilherme Gomes de Souza, em 08/03/2013 às 09:15

@patos O socialismo seria perfeito, mas está provado que é uma utopia. Não podemos chamar de "socialismo" as ditaturas implantadas em todos os países que se julgaram socialistas. Nenhum regime imposto por uma ditadura pode ser considerado socialista. Pelo contrário, foram e são convardes porque enganam o povo com sentimentalismo mentiroso e doloso. Ratifico: Governantes "socialistas" não gostam do pobre, mas sim da pobreza como forma de se manter no poder. Isso sim é covarde.Outro ponto a ser observado é que não exite a questão da meritocracia para o desenvolvimento da nação. Para esses governantes enganadores só quem compartilha com suas ideias merecem ocupar cargos públicos e participar das beneses em detrimento de quem trabalha e produz.

Por José Antônio da Conceição, em 07/03/2013 às 16:53

@patos Necessário salienter que numa estrutura ou modelo econômico podem coexistir diversos ótimos de Pareto. Necessário também DIZER que um ótimo de Pareto não tem necessariamente um aspecto socialmente benéfico ou aceitável. Por exemplo, a concentração de rendimento ou recursos num único agente pode ser ótima no sentido de Pareto Conf. Sen, Amartya (October 1993). "Markets and freedom: Achievements and limitations of the market mechanism in promoting individual freedoms" (PDF). Oxford Economic Papers 45 (4): 519–541. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Necessário DIZER tudo a respeito de determinado fenômeno ou objeto. Ao falar de uma imensa queda d'agua com enorme volume caudal, pode-se elogiar sua beleza natural. Mas é aconselhável advertir sobre os perigos de cair de lá de cima! Conf. José Antônio da Conceição (um pobre que não escreveu livros)

Por erikssom patos, em 07/03/2013 às 07:27

As ideias de Hugo Chaves tiveram 14 anos para serem postas em pratica, mas em que resultou? Resultou em um país pobre a caminho de Cuba, pois o dia que não tiver mais petróleo acabou a Venezuela, não ficou nenhum legado de bens de capital que dê sustentação a prosperidade naquele país, a não ser a commoditie do petróleo.

Por mario jota, em 06/03/2013 às 23:01

Muito boa definição. Se gostava tanto de pobres porque falta produtos? e por que aumentou a pobreza lá? Foi um governo de muita trapaça.

Por lauro esteves, em 06/03/2013 às 20:07

do The Carter Center: http://www.cartercenter.org/news/pr/hugo-chavez-030513.html “Rosalynn e eu estendemos nossas condolências à família de Hugo Chávez Frías. Nós conhecemos Hugo Chávez quando ele estava em campanha para presidente em 1998 e o “Centro Carter” foi convidado para observar as eleições pela primeira vez na Venezuela. Voltamos muitas vezes, para as eleições de 2000, e depois para facilitar o diálogo durante o conflito político de 2002-2004. Nós viemos a conhecer um homem que expressa uma visão de mudanças profundas ao seu país para beneficiar principalmente as pessoas que sentem-se abandonados e marginalizados. Apesar de não ter concordado com todos os métodos seguidos por seu governo, nunca se duvidou do compromisso de Hugo Chávez em melhorar as vidas de milhões de compatriotas seus companheiros. Presidente Chávez será lembrado por sua afirmação ousada de autonomia e independência para os governos da América Latina e por suas habilidades de comunicação formidáveis e conexão pessoal com simpatizantes em seu país e no estrangeiro, a quem ele deu esperança e capacitação. Durante seu mandato de 14 anos, Chávez ingressou outros líderes da América Latina e do Caribe para criar novas formas de integração. Taxas de pobreza venezuelanos foram cortadas ao meio, e os milhões recebidos documentos de identificação para a primeira vez que lhes permite participar mais eficazmente na vida econômica e política do seu país. Ao mesmo tempo, reconhecemos as divisões criadas na unidade para a mudança na Venezuela e da necessidade de reconciliação nacional. Como os venezuelanos lamentamos o falecimento do presidente Chávez e recordamos seus legados positivos – especialmente os ganhos obtidos para os pobres e vulneráveis – Esperamos que, os líderes políticos o país avancem com a construção de um novo consenso que garanta a igualdade de oportunidades para todos os venezuelanos para participar todos os aspectos da vida nacional. (sic)” JAC, talvez este depoimento o ajude a fazer-se entender.

Por José Antônio da Conceição, em 06/03/2013 às 20:49

@capeto Dê lembranças minhas à sua filha! Diz prá ela aparecer por aqui de vez em quando... infelizmente a única participação dela aqui no OP foi num momento de muita tristeza.

Por lauro esteves, em 06/03/2013 às 21:11

@joseantonio400 A Isadora e a Victória (gémeas) agradecem e também mandam lembranças, estão bastante ocupadas com as aulas, (segundo ano do ensino médio) é puxado, mas a Isa avisa que qualquer dia aparece. Abs.

Por José Antônio da Conceição, em 06/03/2013 às 20:42

@capeto Jimmy Carter, Nobel da Paz, foi o presidente dos EUA mais diplomático e humano de todos os tempos! Até hoje, onde o governo americano tem "abacaxi" para descarcar, apela para ele ir lá... resolver a questão, tamanha é a credibilidade do homem (humano) que não se vendeu e nem se deixou corromper pelo poder! Infelizmente, durante seu mandato aquilo que foi acordado na Conferência Internacional Monetária de Bretton Woods de 1944 (padrão ouro como reserva garantidora da moeda em circulação) já tinha sido desmantelado em 1971. Lamentavelmente, foi este desmantelamento que deu início à era destes discursinhos paradoxais e desumanos que ainda temos que presenciar, tentando justificar o injustificável.

Por José Antônio da Conceição, em 06/03/2013 às 20:25

@capeto Não é questão de "fazer-me entender" lauro! É questão (deles) fazer o contraponto para que a VERDADE continue longe do povo! Eles (elite, bajuladores da elite, frequentadores das varandas do Rei) sabem, que se a verdade passar a ser conhecida por todo o povo, serão ENFORCADOS em praça pública apesar de isso ser ato fora da Lei (Lei feita pra proteger a eles). Mas o tempo deles está acabando...

Por Sergio Zamprogno, em 06/03/2013 às 19:13

Quando o governo deseja mais de alguma coisa, ele o subsidia. Quando o governo quer menos de alguma coisa, ele cria impostos para estes. Chavez fez os dois. Criou subsidios para os pobres para os manterem pobres e criou impostos sobre a riqueza para elimina-los e criar mais pobres. O resultado foi muito mais pobres e muito menos ricos pois é muito mais facil receber do que produzir. A partir do momento que um partido se declara representante dos pobres, pode ter certeza que fará de tudo para aumentar o número de pobres pois essa passa a ser a única opção para esse partido se manter no poder. A última coisa que ess partido desejará é que algum de seus colaboradores se torne rico.

Por José Antônio da Conceição, em 06/03/2013 às 19:22

@szamp Do lado contrário, quando um partido político (não acredito em NENHUM deles) não fizer a opção pelos pobres, espere mais concentração de renda! Observe a história política e você verá que quando um ciclo termina começa o outro. Estenda tudo isso para um período bem longo e irá verificar a REPETIÇÂO da história, sem que mudanças verdadeiras aconteçam! Este, é o VERDADEIRO jogo! A teia de aranha em que estamos apáticos e irremediavelmente presos! Mas existem excelentes tesouras capazes de cortar teias de aranha!

Por José Antônio da Conceição, em 06/03/2013 às 18:45

No seu comentário, faltou a fundamentação em dados! Faltou também COMPARAR o período de Hugo Chavez com o período anterior a ele. (Pode ser desde a independência). Uma dica: Existem leitores por aí, lendo o que os Observadores escrevem! Se puder, se lhe aprouver, se considerar que é útil e proveitoso, escreva posts que falem a respeito e defendam a ideologia em que você acredita, estendendo-se um pouco mais além do proselitismo e da emisão de sua opinião, que, se embasada, você negou o embasamento aos seus leitores! Sabe porque lhe repasso essa dica? É que os tempos mudaram... Hoje em dia não basta o Coronel falar e todos os cordeirinhos saem em fila para cumprir a ordem! E mais: se você entende MESMO dos assuntos ligados à alma, deveria abster-se das afirmações falaciosas que escreveu! Hugo Chavez não será julgado do outro lado pelas ideologias idiotas que conduzem os gados daqui deste lado. Será julgado segundo seus propósitos e intenções VERDADEIRAS que ele imprimiu nas suas ações enquanto teve forças para isso!

Por Guilherme Gomes de Souza, em 06/03/2013 às 18:55

@joseantonio400 Seu comentário é muito válido, mas não enxerga o que está ao seu redor. Tem coisas irrefutáveis, que não são "proselitismos", mas fatos. Quando olhamos a hora de um relógio no nosso pulso, não podemos encostar os olhos nele, ao contrário não conseguiremos enxergar. As vezes vc está tão ligado ao populismo do Chavez que está vendo a hora perto demais dos olhos.

Por José Antônio da Conceição, em 06/03/2013 às 19:09

@mendes Ou será que olhar o "ouro negro" de muito perto também distorce a visão?

Por José Antônio da Conceição, em 06/03/2013 às 19:07

@mendes Não ao populismo, mas à situação real! Redes de TV (não populistas) entrevistaram pessoas do povo e das favelas de lá, na data de ontem! Você não viu? A opinião do povo sofrido da Venezuela é o contrário da sua e foi ao ar no Brasil inteiro! Até um inglês que escreveu biografia dele e era amigo do Chavez foi entrevistado! Repito uma frase dele: "Chavez pegou o oleoduto e derramou as riquezas do petróleo sobre o povo pobre". Você é capaz de dizer para onde iam estas riquezas antes do Chavez?

Por regina helene de oliveira, em 06/03/2013 às 18:53

@joseantonio400 ué Jac não é você que é contra a doutrina do menos pior?E agora quer embasamento histórico.A merda é continuada .A questão se encontra em que a merda dos populistas quer cheirar perfume francês.Aí querido não dá.

Por Guilherme Gomes de Souza, em 06/03/2013 às 18:57

@reco Exato, as vezes é preciso recorrer a metáforas fedidas para conseguir explicar o óbvio.

Por regina helene de oliveira, em 06/03/2013 às 18:42

Os populistas adoram a miséria .Alimentam-se dela para a manutenção do poder.Para enganar dão para os miseráveis algumas esmolas que perpetuam a dependência.

Por Guilherme Gomes de Souza, em 06/03/2013 às 18:58

@reco Concordo. É exatamente desta forma.