Política

Por Fernando Henrique Cardoso, em 04/03/2013 às 10:32  

Sem disfarce nem miopia

Tamanho da fonte: a-a+

As forças governistas, depois de precipitarem a campanha eleitoral, voltaram ao diapasão antigo: comparar os governos petistas com os do PSDB. Chega a ser doentio! Será que não sabem olhar para frente? As conjunturas mudam. O que é possível fazer em uma dada fase muitas vezes não pode ser feito em outra; políticas podem e devem ser aperfeiçoadas. Porém, na lógica infantil prevalecente, em lugar de se perguntar o que mudou no país em cada governo, em que direção e com qual velocidade, fazem-se comparações sem sentido e imagina-se que tudo começou do zero no primeiro dia do governo Lula.  Na cartilha de exaltação aos dez anos do PT no poder, com capa ao estilo realismo socialista e Dilma e Lula retratados como duas faces de uma mesma criatura, a história é reescrita para fazer as estatísticas falarem o que aos donos do poder interessa. Nada de novo sob o sol: é só lembrar dos museus soviéticos que borravam nas fotos  os rostos dos ex-companheiros caídos em desgraça… O PSDB não deve entrar nesta armadilha. É melhor olhar para frente e deixar as picuinhas para quem gosta delas.

Quanto ao futuro, o governo está demonstrando miopia estratégica. Depois de quatro anos iniciais de consolidação da herança bendita, a política econômica teve de reagir ao violento impacto da crise de 2007/2008. Foi necessário, sem demora, expandir o gasto público, desonerar setores produtivos, ampliar o crédito através dos bancos públicos, etc. Em situações extraordinárias, medidas extraordinárias. Mas o cachimbo foi entortando a boca: a discricionariedade governamental tornou-se a regra desde então. Com isso, a credibilidade do BC foi posta em xeque, a transparência das contas públicas também. Cresceram as dúvidas sobre a inflação futura e sobre o compromisso do governo com a responsabilidade fiscal.

Não há que exagerar na crítica: por ora, o trem não descarrilou. Mas as balizas que asseguraram crescimento com estabilidade, (câmbio flutuante, metas inflacionárias e responsabilidade fiscal), mesmo ainda em pé, se tornam cada vez mais referências longínquas. A máquina governamental está enguiçada como o próprio governo sente; e sua incapacidade para consertá-la é preocupante.  Os expedientes utilizados até agora com o propósito de acelerar o crescimento deram em quase nada (o Pibinho). Na ânsia de acelerar a economia, o governo beijou a cruz e apelou para as concessões (portos, aeroportos, estradas) e mesmo privatizações (de partes da distribuição energética). Mas a viseira ideológica, o hábito de fechar-se em pequenos grupos, a precariedade gerencial não permitem dar efetividade a decisões que ferem o coração de suas crenças arcaicas.

Enquanto a China puxar as exportações de matérias primas e de alimentos, tudo vai se arranjando. Mesmo assim, a produção industrial torna-se menos competitiva e perde importância relativa no processo produtivo. A balança comercial já deixou de ser folgada, mas com o financiamento estrangeiro as contas vão fechando. No curto prazo, tudo bem. A prazo mais longo, volta a preocupar o fantasma da “vulnerabilidade externa”.

Já se vêem no horizonte sinais de retomada na economia mundial. Não me refiro a uma  incerta recuperação do emprego e do equilíbrio fiscal, este em alguns países da Europa, aquele nos Estados Unidos. Refiro-me ao que Schumpeter salientava para explicar a natureza do crescimento econômico, uma onda de inovações. Provavelmente serão os Estados Unidos que capitanearão a nova investida capitalista mundial. O gás de xisto e os novos métodos de extração de petróleo tornarão aquele país a grande potência energética. Junto com ele, Canadá, México, Argentina e Brasil podem ter um lugar ao sol. De ser isso verdade, uma nova geopolítica se desenha, com, por um lado, um pólo chinês- asiático e outro americano. Isso em um contexto político e cultural que não aceita hegemonias, no qual, portanto, a multiplicidade de pólos e sub-pólos requer uma nova institucionalidade global.

Diante disso, como ficará o Brasil: pendendo para a ALBA, de inspiração chavista? À margem da nova aliança atlântica proposta pelos Estados Unidos que, por agora, contempla apenas a América do Norte e a Europa? Iremos fortalecer nossos laços com o mundo árabe longínquo, ou este terminará por se aconchegar na dupla formada pela China e pela Índia, ambos países carentes de energia? E como nos situaremos na dinâmica da nova fase do capitalismo global? Ao que eu saiba, ela continuará dependendo do aumento contínuo de produtividade para assegurar as bases do bem estar social (que não será decorrência automática disso, mas de políticas adequadas). Como, então, querer acelerar o crescimento utilizando truques e maquiagens, do tipo subsídios tópicos, exceções de impostos setoriais, salvamento de empresas via Hospital BNDES ou Caixa Econômica?

Quando o PSDB fez o Plano Real percebeu as oportunidades que se abriam para o Brasil com a globalização, desde que ajustássemos a economia e iniciássemos políticas de inclusão social. Na época o PT não entendeu do que se tratava. Queria dar o calote da dívida externa e sustentava o inadequado programa Fome Zero que jamais saiu do papel. Foram as bolsas que o PSDB introduziu que salvaram o PT quando este, tardiamente, se deu conta de que era melhor fazer uma política de transferência direta de rendas. Em geral se aferrou à ideia de que a globalização seria uma ideologia –o neoliberalismo — e não a maneira contemporânea de organizar a produção com base em novas tecnologias e novas normas. Não estará o PT repetindo o equívoco, com uma leitura míope do mundo e distorcida do papel do Estado? A resposta cabe ao governo. Ao PSDB cumpre oferecer a sua visão alternativa e um programa contemporâneo que amplie as possibilidades de realização pessoal e coletiva dos brasileiros. Sem esquecer o passado, mas com os olhos no futuro.




53 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por Claudemir Santos, em 13/03/2013 às 00:42

Capitão Caverna,se vc começar com esse velho bordão petista...do SOMOS TODOS IGUAIS...vou começar a achar q vc esta panfletando a favor do PT....na boa....sem ofensa....Pq vc não colocou AGNELO QUEIROZ...ou até Sergio Cabral...pq só o Marconi Perillo?? Na verdade...eu jjá respondi esse post em outra discussão..lá atrás....e vou repetir..se o PSDB tivesse devendo..ou tivesse alguma coisa a ver com a DELTA não teria colocado projeto na CPI para ouvir o dono da DELTA, Politicamente seria um tiro no pé..não acha?? É q quando o Fernando Cavendish se sentiu presionado....ele deixou chegar aos lideres da CPI( e ali não tinha ninguém do PSDB não,quem comandava a CPI era o PT e o PMDB) q ele iria abrir o bico....ENCERRARAM A CPI RAPIDINHO....Pare com esse papo de somos todos iguais...uma coisa é o deslize de um ou outro deputado,já q os partidos são formados por pessoas e pessoas são falhas..o ser humano é falho....OUTRA COISA É TER COMO IDEOLOGIA DE PARTIDO METER A MÃO NO DINHEIRO PUBLICO..E ISSO É EXCLUSIVIDADE DO PT....Então ...por favor..pare com essa cantilena furada.. isso dae é pra enganar os incautos...e eu acredito q a maiioria dos q leem os post...ou q debatem aqui no OP sabem muito bem diferenciar quem joga com a verdade..ou de quem esta fazendo propaganda politica de forma disfarçada...Pra se dar bem....talvez quem sabe levar alguma vantagem lá na frente..algum carguinho de merda em alguma dessas repartições publicas já q é habito do PT encher o estado de cumpanheiro vagabundo.

Por Claudemir Santos, em 11/03/2013 às 01:15

Nota: Onde escrevi "alido" leia se ALIADO.

Por Claudemir Santos, em 11/03/2013 às 01:00

Já q estamos aqui....vamos falar sobre um alido de peso do LULO PETISMO...Vamos falar sobre o Cabral...eh Cabral..eihm...se lascou em parceiro...dormiu com serpentes e acabou picado por elas.....vai lá...agora..seu otário..explica pros cariocas... e pros fluminenses q vc foi traido pelo seu CUMPANHEIRO PREFERIDO...mostra....Vc como governador deveria saber q o PT não pensa nos outros...só pensa nele...agora como é q o pezão vai ganhar...? Como vc acha q os cariocas vão chupar mais essa manga? Eh Cabral...heim..agora parou de pagar tudo...até escolas e hospitais entraram na ciranda....Como tu é cara de pau heim Cabral...Não por acaso o Rio de Janeiro é o recordista em casos de DENGUE. Eh Cabral...ganhou um dinheiro bom com a Delta ehim..rsssssss....reformas e mais reformas do Maracanã....nossa...um sumidouro de dinheiro publico...Isso sem falar nos cargos de confiança..eh...Cabral....q coisa heim.....copiou o petista MOR vagabundo...e encheu o estado de cumpanheiro vagabundo heim....po..kii coisa heim Cabral...Quem diria..heim....Vc por algum instante achou q o petismo vc pensar em vc....hahahahaha....se lascou....agora chora....Cabral....Chora...

Por Capitão Caverna, em 11/03/2013 às 19:25

@claudemirsantos M A R C O N I P E R I L L O ! D E L T A. & C A C H O E I R A ... P S D B = P T

Por mario jota, em 12/03/2013 às 17:53

@antoniorodrigues Não é não. O PSDB é muito melhor que o PT.

Por ivonete pereira, em 10/03/2013 às 23:34

NO BRASIL, QUEM TÁ NO PODER ESBANJA, PORÉM ESQUECE DOS OUTROS GOVERNANTES QUE ARRUMARAM A CASA. EU TENHO ORGULHO DO GOVERNO QUE INTRODUZIU O REAL E ACABOU COM TANTAS TROCAS DE MOEDAS.

Por Claudemir Santos, em 10/03/2013 às 00:34

Nilso,legal a sua analise. Acho correto a metafora sobre o jardim. Sim,a classe A e B vivem dando loas ao PT. Porém,se esquecem q o PT tem a maioria no congresso. E por não pensar nessas classes,não votou a reforma do ECA. Por não pensar nessas classes,tentou e tenta dividir o país entre negros e brancos. Caso contrário,não haveria o fato de uma pessoa entrar em uma universidade pela questão racial...deveria ser pela questão social,aluno de escola publica,comprodamente pobre,independente da cor. Caso o PT pensasse no país não viveria dando terras e mais terras pros indios e só onde tem niobio,diamantes,mogno e "otrás cositas mas". Pensasse na classe mais no povo,reformulariam o código penal,investiriam em hospitais ao invés de construir estadios de futebol. Pensassem no povo,não fariam projetos e mais projetos,na surdina,só pra calar a imprensa...Um dia,ao ver o emprenho de FHC em mudar esse país, acreditei q esse país fosse o país do futuro...Hoje vejo q esse futuro de educação,riqueza e prosperidade esta muito...muito distante de nós....

Por Claudemir Santos, em 10/03/2013 às 00:22

Olha capitão Caverna...entendo o q quis dizer e concordo em parte. Olhando friamente,chego a entender o porque FHC quis ser ministro até de Collor de Mello. Porque FHC não pensa no poder pelo poder. Não pensa em ah..eu vou ferrar aquele partido do cicrano só pra me dar bem...não...FHC é um patriota...patriota é assim...quer q o país de certo,não importa quem esteja no poder. Se enganou a respeito do PT,pois talvez na ingenuidade dele,por realmente acreditar q o PT tinha principios,q Lula era um Homem HONRADO e não essa RATAZANA DE ESGOTO q se revelou,ele acima de tudo quis q o país desse certo. FHC foi um dos q lutaram pelas diretas,ao lado de Mario Covas. E por FHC talvez até inocentemente acreditar q o PT não fosse encher o estado de cumpanheiro vagabundo,só pra encher as burras do partideco de merda. Talvez na inocencia dele em acreditar no ser humano,sim porque Lula e FHC eram amigos,separadamente da politica,e talvez no seu intimo FHC achasse q Lula e o discurso do PT era só pra ganhar a eleição e depois q iriam(como fizeram) seguir as mesmas diretrizes q o PSDB traçou. Só q FHC dançou com lobos,foi enganado na sua ingenuidade(da mesma forma q sentou naquela cadeira pra prefeito e depois perdeu pro Janio Quadros.) Talvez nem nos piores sonhos de FHC ele acreditava q o PT iria encher o estado de cumpanheiros vagabundos,nem nnos seus piores pesadelos ele acreditava q o PT iria colocar o partido acima de país e q todo aquele discurso sobre ética era só uma manobra pra conquistar o poder e enfiltrar os seus vagabundos dentro do estado. Não só isso,jamais FHC acreditou q o PT fosse novamente encher o estado de novas estatais,só pra acomodar a morcegada vagabunda. FHC jamais achou q fossem utilizar o MST, CUT e a propria UNE como braço armado. Vcs tem q ver o q fizeram esses dias lá no Rio na saida do teatro onde a Globo dava o premio Personalidades do Ano. Os vagabundos pagos com dinheiro publico foram pra frente do teatro e fizeram um corredor polones,só pra agredir as pessoas q passavam. A Policia,como tinha gente do PMDB no meio(e o governador do Rio é do PMDB,optou por não fazer nada. Leiam a Coluna do Merval Pereira de uma semana atras e vcs verão sobre o q eu estou falando. Por um instante FHC achou q o PT e o PSDB pudessem trilhar o mesmo caminho,já q o PMDB é um partido de caciques q só pensa nos seus,o DEM segue a mesma linha...o PR é o ex PL...não precisa nem de apresentações...esta cheio de calhordas como o tal de Waldemar Costa Neto e toda a sua quadrilha. Sabe,eu avalio o seguinte: Qdo se passa por tantas fases Ruins como o país passou e FHC foi testemunha ocular da história,por um instante ele acreditou q talvez o PT tivesse principios,fosse diferente dos demais...deu no q deu....o país nas mãos de uma gentalha sem vergonha,sem caráter,sem principios e sem moral. Uma pena q o pais chegou a esse ponto, Caso o PT tivesse seguido a doutrina do PSDB com um estado mais eficiente,sem tantas estatais e sem tantos morcegos,hoje estariamos brigando de igual pra igual com os americanos para ser a maior potencia do planeta.

Por Capitão Caverna, em 10/03/2013 às 20:29

@claudemirsantos todo esse discurso para confirmar que FHC foi um aliado velado do lulo-petismo! amigos? discurso para ganhar eleições? E mesmo após o mensalão FHC manteve sua "imparcialidade" e respeito ao colegas petistas? O que dizer da tentativa de aproximação com Dilma? Não colega, seu discurso em defesa de FHC não se sustenta. O oportunismo esteve sempre presente, a tentativa de retirar alguma vantagem, a desfaçatez em defender corruptos, petistas e do PSDB, diga-se Marconi Perillo e Eduardo Azeredo, entre outros... FHC não é, e nunca foi ingênuo na política... Tentar apagar seus erros com esse revisionismo é patético. FHC também foi aliado de Renan Calheiros, Antônio Carlos Magalhães, Jáder Barbalho, e soube aproveitar-se do poder enquanto presidente... Não existem inocentes nessa história! Quer dizer que FHC é patriota? Que pronuncia-se sobre a corrupção dentro do próprio partido! Que tena a coragem de ser realmente diferente da corja petista... Até agora, só discurso eleitoral...

Por Claudemir Santos, em 08/03/2013 às 00:43

Algumas pessoas deveriam aprender com FHC como ser patriota. Discordo frontalmente da opinião de FHC sobre a liberação das drogas. Discordo também da forma como ele conduziu a COMUNICAÇÃO com o povo durante os 8 anos de mandato. FHC acreditou q aqui fosse os USA,q as pessoas tinham pelo menos um certo entendimento politico,e por assim ser não falou diretamente ao povo e não soube ganhar com tudo o q ele e o PSDB fizeram pelo país. As pessoas q leem,q tem um certo nivel cultural(a não ser q estejam a serviço do partideco de merda PT) sabem q se o país chegou onde chegou e porque FHC fez o alicerce,foi o cara q mostrou o rumo a ser seguido. Lula,apesar de ser um bravateiro,e um pilantra de marca maiior tem a linguagem do povo,fala o q o povo quer ouvir,não usa palavras dificieis, e é por isso q a "crasse proletária" vota em peso no PT. Acredito também q esse lance de direita e esquerda no Brasil não existe. O q existe são ideologias,algumas ultrapassadas,e outras modernas,porém ideologia moderna muitas vezes é impopular. Dizer pro camarada(principalmente pro funcionallismo publico) q ele vai ter q se aposentar com a mesma idade do pessoal da iniciativa privada é chamar o cara pra briga. Ainda mais q antes de FHC a galera costumava se aposentar com 45 anos de idade. Por falar nisso,o proprio PDT vive as turras um com o outro porque Brizola Neto tá fazendo auditoria no monte de sindicatos montados pelo Carlos Luppi para surrupiar dinheiro do estado. Isso não sou eu q estou dizendo não..saiu no Jornal o Globo nesses ultimos dias. Mas venho batendo direto na tecla q a GRANDISSIMA diferença entre O PSDB e o PT é q o PSDB pensa num estado eficiente,onde nao haja tantas bokinhas para cumpanheiros vagabundos,onde o governo prefira fazer hospitais ao invés de fazer estadios de futebol. O PSDB não fazia negociatas como essa da CAIXA q comprou o banco PANAMERICANO por 800 milhões de reais,,,depois verificou se q o banco tinha um rombo de 4.3 bilhões. Ou seja dinheiro publico jjogado fora, pq qdo uma dessas geringonças montadas para abrigar morcego vagabundo tem preju,quem socorre é o TESOURO NACIONAL, ou seja,o seu o meu, o nosso dinheiro q é pago em impostos. O PT deixa o legado da CORRUPÇÃO,DO MENSALÃO,DA FALTA DE RESPEITO COM O DINHEIRO PUBLICO. Da tese q se o dinheiro é do povo,pode meter a mão q não dá nada. Deixa como legado,a idéia q o Partido esta acima do país. SIM..porque todo mes inventar uma nova estatal só pra abrigar a cumpanheirada vagabunda, é o mesmo q escarnecer na cara do povo brasileiro.Mas fazer o que? Se a propria oposição,na sua maioria já vendeu a alma ao Diabo e não questiona as atitudes do PARTIDECO DE "MIERDA".

Por Capitão Caverna, em 09/03/2013 às 14:58

@claudemirsantos A análise de vocês é parcial. O PT não se mantém no poder apenas por apresentar uma linguagem mais acessível, popular. Mantêm-se pois paga o preço, sem pudores, com fisiologismo, compra de votos, corrupção. Mas coloca FHC em um pedestal, em contrapartida é um erro. FHC participou do mesmo esquema, e teve sua cota de fisiologismo. E o pior, quando saiu do poder tornou-se um aliado velado do lulo-petismo, muitas vezes atuando como ponto de apoio ao partido larápio, emprestando sua "credibilidade" para tentar negociações com os petralhas... Mário Covas impediu FHC de fazer parte do Ministério de Fernando Collor de Mello. FHC defendeu Lula no episódio do Mensalão, e até a pouco defendia Dilma, por acreditar que ela fizesse um governo "independente"... Quais as palavras de FHC sobre Eduardo Azeredo e Marconi Perillo, dois partidários do PSDB envolvidos em falcatruas, semelhantes aos esquemas da petralhada? Nada... Muito oportuinismo... O país flerta diariamente com o fascismo petista, e não há voz que se levante contra essa máfia! É pouco, e chego a dizer que o PSDB e FHC têm-se portado como oportunistas covardes, diante de tanta desfaçatez!

Por Nilso Sguarezi, em 09/03/2013 às 13:43

@claudemirsantos Correta tua análise. O xis da questão é o processo eleitoral, porquanto como destacou "As pessoas q leem,q tem um certo nivel cultural(a não ser q estejam a serviço do partideco de merda PT) sabem q se o país chegou onde chegou e porque FHC fez o alicerce,foi o cara q mostrou o rumo a ser seguido", leem e sabem que o Brasil foi recolocado nos trilhos, mas lamentavelmente ou são analfabetos politicos - so se motivam se ao seu entorno a coisa piora e por isso, no processo eleitoral, lavam as mãos e não se mobilizam para que o poder volte às mãos certas."Você não pode deixar ninguém invadir o seu jardim para não correr o risco de ter a casa arrombada." mas a nossa classe mais eletizada, até abre o portão para que os petralhas entrem e sirvam-se a vontade das flores deste jardim, que tanto produz e abastece o mundo. Ler e entender (2%) não basta se deste entendimento não se mobilizarem ao menos para i r r a d i a r este entendimento. Pelo andar da carruagem ainda vamos agonizar neste calvário petista. Quem mais além de FHC, na oposição, consegue articular pensamentos e idéias que possam chegar ao povão?

Por jose alberto de toledo, em 07/03/2013 às 20:29

Tenho 62 anos, não nasci em 2003, portanto dizer que o Brasil foi descoberto pelo pt é uma falta de respeito com o eleitor BRASILEIRO.

Por regina helene de oliveira, em 05/03/2013 às 20:15

Capitão Caverna e Conceição, restrinjam-se ao post ,as palavras deste texto.Não estamos fazendo análise do Governo FHC.Mas com certeza com todas as omissões e falhas que teve ganha de lavada dos demagógicos inconsistentes de desde 2003.

Por Capitão Caverna, em 07/03/2013 às 05:36

@reco MInha análise restringiu-se ao texto! Como esperar que as críticas ao PT partam apenas de diretrizes de condução econômica"? Recorri obviamente a referências de textos do próprio FHC, abdicando de fazer oposição. FHC deveria candidatar-se ao cargo de Ministro da Fazenda de Dilma, caso considere que o problema entre a gestão petista e uma possível gestão do PSDB fosse apenas a questão econômica. Para que criar uma falsa polarização partidária se na verdade ocorre uma polarização de interesses? Como disse, qualquer texto "xoxo" é interpretado como uma declaração de guerra ao petismo...

Por regina helene de oliveira, em 05/03/2013 às 20:16

@reco ganha de lavada em relação ao desenvolvimento do Brasil.

Por Obi Ser Vando, em 05/03/2013 às 21:34

@reco onde esteve o PSDB de FHC por ocasião dos demagógicos inconsistentes de desde 2003?

Por Capitão Caverna, em 04/03/2013 às 22:31

Concordo com FHC, as diferenças entre o PT e o PSDB restringem-se a análise e condução da economia. Quanto ao anacronismo da disputa eleitoral antecipada, e da eterna polarização entre PT e PSDB, parece que os dois partidos tiram vantagem da situação. O PT transfere para a disputa eleitoral um debate que deveria ter com a sociedade, justificando a incompetência e as mentiras, e não só a respeito da economia. O PSDB tira vantagem da polarização para achar um discurso de confronto, apesar de não apresentar nenhum plano alternativo ao lulo-petismo. O que fará o PSDB? Espera um acordo com o PMDB? Porque pensaríamos em alguma mudança? Qualquer palavrinha xoxa de FHC contra o governo é interpretada como uma declaração de guerra ao lulo-petismo... Não é, ele mesmo já reconheceu no passado que não deseja fazer oposição e sim marcar diferenças. Novamente concordo com a diferença na interpretação e condução da política econômica proposta por FHC. O problema é que as semelhanças com o PT e com o PSDB continuam além do "desentendimento econômico"... aliás, Henrique Meirelles pertencia a que partido, mesmo? Quantas semelhanças em relação ao financiamento de campanhas, por exemplo! O Próprio FHC nos afirma que o governo tem facilidades em "obter financiamentos". Quantas semelhanças nas alianças políticas, no fisiologismo, no descaso em relação a saúde e educação, não é presidente? Progressão continuada, lembra alguma coisa? Sabe... vamos esquecer o passado mesmo, incluindo a desfaçatez sempre evidente do PSDB!

Por José Antônio da Conceição, em 04/03/2013 às 23:42

@antoniorodrigues "Progressão Continuada", que depois converteu-se em "Aprovação Automática", melhorou o lugar do Brasil na fotografia das estatísticas internacionais sobre "evasão e repetencia escolar", porém, deixou pelo duas ou três gerações (atualmente uma geração, é cinco anos)¹ de crianças e jovens completamente alijados da competente Educação/Ensino necessários no seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho conf. Art. 205 da CF-88 ( ¹ ) - Geração de 5 anos é o conceito atual que analisa a forma e a velocidade com que o "mundo" e os "valores" mudam, e os jovens com diferença de 5 anos na idade já vivem "realidades" completamente diferentes.

Por José Antônio da Conceição, em 04/03/2013 às 23:43

@joseantonio400 ... deixou pelo MENOS duas ou três gerações...

Por regina helene de oliveira, em 04/03/2013 às 21:26

Bravo! Objetivamente claro.

Por José Rubens, em 04/03/2013 às 20:34

Quem sabe, sabe e ponto final.

Por José Antônio da Conceição, em 04/03/2013 às 19:16

Mario Jota: Nem eu nem o Froes fomos os primeiros a falar sobre hipocrisia! Preste atenção no título do Artigo de FHC. "Sem disfarce" quer dizer: sem esconder ou dissimular o verdadeiro aspecto de algo, sem fingimento, sem falsa aparência assumida intencionalmente, sem característica ou condição de quem é excessivamente susceptível a se ofender, melindrar.... "...Não vim socolor de disfarces, com escondidos e logro..." (Guimarães Rosa, Grande sertão: veredas) Tire suas próprias conclusões!

Por Fernando Augusto Rodrigues da Costa, em 04/03/2013 às 18:25

Presidente, ao PT e seus seguidores só interessa o poder, vide seus ídolos - os irmãos Castro, Chavez, etc. Não interessa a eles essa coisa de desenvolvimento econômico, estabilidade, nada. Vão fazer de tudo para lá permanecerem, custe o que custar, inclusive a tal estabilidade. Veja a alta dos preços e isso não é, apenas, consequência do clima, vai mais além. Moro em Aracaju e o que era uma cidade com custo de vida barato, se tornou uma das mais caras do nordeste. Um absurdo. Sabe Deus o que esses petistas vão fazer com o bolsa-família, para garantir a eleição de Dilma, já que aqui é no nordeste que eles têm maior número de votos.

Por Ricardo Froes, em 04/03/2013 às 18:19

Jota: Além de ofender, o energúmeno - que não é ofensa é constatação - mostra por que o é: Não é "reinteradas atitudes" porque ele não vai inteirar nada e sim, "REITERADAS" que significa ditas ou feitas de novo; repetidas, iteradas. Além de tudo, meu espelho do lado do avesso só falou em hipocrisia porque eu havia falado antes, com relação aos petralhas, o que também não é uma ofensa e sim mais uma constatação.

Por mario jota, em 04/03/2013 às 23:04

@bobjaniak E o pior Froes´é a gente que não entende nada, só ele!!!! vá ser convencido assim na na casa do c..........

Por mario jota, em 04/03/2013 às 23:00

@bobjaniak O cara se acha o máximo, só ele entende das coisa, oras bolas. Se é tão bom assim, o que está fazendo no OP? vá la dar suas consultorias. A mim numa convencerá. Acho que já chega de ficar tagarelando com certos tipos, cansa e é perda de tempo.

Por José Antônio da Conceição, em 04/03/2013 às 18:32

@Obi! Obi! Obi! (aqui dentro do OP só eu e você sabemos sobre isso) - Veja a sincronicidade entre os dois lados do mesmo espelho (18:19 cá)-(18:19 lá) - Não se exponha tentando explicar, Obi! Elles nunca entenderão!

carregar mais voltar ao topo