Opinião

Por , em 23/04/2013 às 23:44  

Danish amoral porque dane-se a moral

Tamanho da fonte: a-a+

O que me impressiona no discurso socialista é que ele parte de um princípio moral, que clama pela igualdade substantiva (de renda) e não, meramente formal (jurídica), como se esta não fosse a mais importante… Mas, quanto às injustiças perpetradas pela desigualdade de trabalho, de quem trabalha mais para sustentar quem não o faz, não parece chamar tanto a atenção de seus apologistas. O caso abaixo, da Dinamarca e seu estado de bem-estar social poderia ser descrito como um verdadeiro “estado de mal-estar mental”, uma vez que a moral pouco lhes importa. Dane-se a moral, que no caso deles poderia ser danish amoral.


 




18 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por Obi Ser Vando, em 24/04/2013 às 13:27

<div><br></div><div><div>❝ Eu observo que o mundo ainda não inventou um sistema de governo que forneça uma solução total embora o governo dos Estados Unidos seja até agora o que chegou mais perto disso.</div><div><br></div><div>A dificuldade é que a bondade, a justiça e as questões morais não são políticas.</div><div><br></div><div>O governo é a tentativa humana de impor a bondade e garantir a justiça. Contudo, há apenas um lugar em que a bondade nasce, e é no coração humano. Há apenas um lugar em que a justiça pode ser conceitualizada, e é na mente humana. Há apenas um lugar em que o amor pode ser verdadeiramente experimentado, e é na alma humana. Porque a alma humana é amor.</div><div><br></div><div>Você não pode impor a moralidade por meio de leis. Não pode promulgar uma lei que determina: "Amem uns aos outros." ❞</div></div><div><br></div><a href="http://www.google.com.br/books?id=yPXuDqaBtAEC&amp;pg=PA208">http://www.google.com.br/books?id=yPXuDqaBtAEC&amp;pg=PA208</a><br>

Por Obi Ser Vando, em 24/04/2013 às 11:27

<p class="P5"><span class="T7">❝ A idéia por trás da afirmação "de todos de acordo com a sua capacidade, para todos de acordo com a sua necessidade" não é diabólica, é linda. É simplesmente outro modo de dizer que você é o protetor do seu irmão. É a colocação em prática dessa bela idéia que pode tornar-se feia.</span></p><p class="P5"><span class="T7">A partilha deve ser um estilo de vida, não um decreto imposto pelo governo. Deve ser voluntária, não forçada. ❞</span></p><p class="P5"><span class="T7"><br></span></p><p class="P5"><span class="T7"><a href="http://books.google.com.br/books?id=yPXuDqaBtAEC&amp;pg=PA203">http://books.google.com.br/books?id=yPXuDqaBtAEC&amp;pg=PA203</a><br></span></p>

Por Anselmo Heidrich, em 24/04/2013 às 12:46

@feliz Por isto que Karl Marx inventou a "ditadura do proletariado"? Dizem que de boas intenções há um lugar que está cheio...

Por Jáder Ribeiro, em 24/04/2013 às 09:58

Eles ainda não entenderam que não há almoço grátis!

Por roberto argento filho argento, em 24/04/2013 às 21:09

@jader: lá no fundo ninguém entende como é possível "criar Capital do nada" - claro que convencer a todos dá um trabalho danado; que o diga J. M. Keynes; no entanto foi responsável pela recuperação econômica do pós guerra. o problema maior é equacionar o binômio capacidade de absorver versus produção, ad infinitum, de bens; isto foge ao escopo do Keynesismo, também do Capitalismo; o Marxismo também não deu soluções. De "ismos" em ismos vamos caminhando rumo ao desconhecidismo.

Por erikssom patos, em 24/04/2013 às 10:07

@jader, depois a gente cita J. M. Keynes como um dos maiores pensadores econômicos que contribuiu para a nova face do socialismo moderno no campo da teoria econômica, tem gente que torce o nariz... Mas é verdade, as ideias de Keynes é tudo que os governantes pediram a deus, fazerem as suas politicas sociais as custas de poucos, e com isso arruínam uma sociedade inteira, gerações inteiras.

Por erikssom patos, em 24/04/2013 às 10:08

Marx é apenas a capa de frente, o lado externo da coisa.

Por Samuel Vidal, em 24/04/2013 às 09:44

A mãe solteira "coitada" que deixou o parlamentar governista na saia justa fez eu ganhar o dia! 20 anos dependendo do governo e com uma renda de de 5500 reais/mês, que vergonha colega. Aquela velha frase do Kennedy se aplica perfeitamente a esse caso: "Não pergunte o que o seu país pode fazer por você, pergunte o que você pode fazer pelo seu país" Não existe maior forma de egoísmo, de individualismo e de hipocrisia do que buscar viver a custa dos outros. Por outro lado só em você buscar não viver a custa dos outros, já está ajudando a sociedade e sendo de certo modo altruísta. Trabalho para quem pode trabalhar e ajuda social para quem não pode, esse deve ser o lema.

Por Anselmo Heidrich, em 24/04/2013 às 11:02

@samba Perfeito. Há egoísmos e egoísmos, como há diferença entre enriquecer por mérito próprio e ser sustentado pelos outros.

Por erikssom patos, em 24/04/2013 às 09:58

@samba, tenta explicar para um socialista de carteira assinada, de que as pessoas agem em interesse próprio, por isso o sistema de produção capitalista prospera e gera riqueza que tanta inveja causa aos socialistas e comunistas. Com certeza vão te taxar de egoísta e desumano. O próprio sistema socialista desestimula a produção da riqueza que todos buscam em ultima instancia.

Por erikssom patos, em 24/04/2013 às 07:33

Anselmo, não espere muita compreensão dos pensadores socialistas não, esse tipo de mentalidade enquanto não estiverem no fundo do poço ele não acordam para a realidade do mundo real. Um exemplo desse vem a calhar com muitas mentalidades espalhadas por ai, aqui mesmo no Brasil. Criam uma ilha da fantasia, e nela fantasiam de que os bens e serviços são abundantes e surgem por encanto, onde todos podem usufrui-los indefinidamente sem fazer por onde. Só que a realidade é bem diferente, um dia a conta chega e tem que ser liquidada.

Por erikssom patos, em 24/04/2013 às 11:10

É importante entender que o Capitalismo e o Socialismo oferecem duas soluções radicalmente diferentes para o grande problema da escassez. A diferença entre ambos é que o capitalismo fala a verdade, dizendo que a escassez é uma realidade e no entanto há que ter criatividade e energia para enfrentá-la, ao passo que o socialismo mente dizendo que o mundo se constitui em abundancia. Diante da realidade da escassez constatamos que é impossível que todos tenham ao mesmo tempo, tudo que se quer, é dai que se surge os questionamentos de como podemos decidir de modo eficaz quem irá controlar os recursos que temos. O caminho que for escolhido trará consequências boas ou ruins inevitáveis para a sociedade.

Por Anselmo Heidrich, em 24/04/2013 às 11:06

@patos Pois é colega e o pior é que isto está avançando no Brasil sem o correspondente aumento de produtividade.

Por Anselmo Heidrich, em 25/04/2013 às 11:34

@patos Tem razão. E além disto, nesta terceira medida, a de criar um instrumento no qual escolhe quem usufruirá da oferta escassa de vagas, a opção foi por um dispositivo que gera profundo mal estar quando questionado.

Por erikssom patos, em 24/04/2013 às 11:16

@anselmoheidrich, creio que entre as varias investidas que estão em curso, as cotas nas universidades são uma delas. A oferta de vagas, por exemplo, é escassa diante da demanda, para resolver isso o governo adotou o caminhou mais fácil o das medias de afirmação, que é o de adotar as cotas, com isso o governo matou três coelhos com uma cajadada só. Não investiu na qualidade do ensino fundamental e médio, não expandiu as vagas no ensino superior segundo a demanda, e faz a média politica com a medida intervencionista de acesso ao ensino superior dizendo quem deve entrar.

Por José Antônio da Conceição, em 24/04/2013 às 00:11

Procure a Ética e você entenderá!

Por erikssom patos, em 24/04/2013 às 07:35

@joseantonio400, esse é o doutor Holando lero de sempre...

Por Anselmo Heidrich, em 24/04/2013 às 11:04

@patos Como se houvesse uma única ética e que, não por acaso é a dele!