Brasil

Por Observador Diário, em 10/04/2013 às 10:02  

Inflação já ultrapassa meta do governo: 6,59%

Tamanho da fonte: a-a+

Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,47% em março, acumulando alta de 6,59% em 12 meses e ultrapassando o teto da meta do BC, que era de 6,5%. Segundo a Veja. com isso ocorre por um descaso do governo:

“A maior relevância do anúncio sobre o estouro da meta de inflação em março (em taxa anualizada) encerra, de uma vez por todas, a discussão sobre a leniência do governo em relação ao avanço dos preços. Os números – e apenas eles – confirmam tal descaso. O que disse a presidente Dilma Rousseff sobre a orientação do governo em relação à inflação, há algumas semanas, em Durban, na África do Sul, comprovou-se – ainda que ela tenha desmentido rapidamente o fato, para tentar conter o stress do mercado. Dilma havia afirmado que não era preciso sacrificar o crescimento econômico para combater a inflação. Diante da concretude de um IPCA acumulado em 6,59% em 12 meses, seria bom que o governo parasse com movimentos hipócritas e jogo de palavras. O fato é que, ao longo dos dois anos de governo Dilma, a retórica econômica ditada pela própria presidente serviu para combater os inimigos errados – e deixou sair ilesa a inflação.”

Leia mais na Veja.com




7 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por Max Lopez, em 13/04/2013 às 14:10

O máximo que o PT está fazendo é driblar a inflação com medidas paliativas. Se não implantar as reformas necessárias na economia vão perder o controle da inflação que é a pior possível porque o país está parado e tem contas a pagar. Não é mais como antes que faltavam produtos nas gôndolas. Essa ´é preocupante e o governo está querendo tapar o sol com a peneira.

Por Max Lopez, em 13/04/2013 às 14:07

Alguém aí acha realmente que o PT tomaria medidas de peso para controlar a inflação, sendo essas medidas anti-populares? Com a eleição vindo aí, eles preferem ver o país afundar, do que tomar qualquer medida que derrube a popularidade do partido e da Presidente...

Por Max Lopez, em 12/04/2013 às 10:19

O Brasil precisa é de uma reforma tributária generalizada. O Brasil precisa urgentemente de uma reforma estrutural, onde já se viu encomendas internacionais de soja serem canceladas por causa de demora na entrega como ocorreu esse ano? Esse governo está cada vez mais entrando num beco sem saída.

Por Max Lopez, em 11/04/2013 às 13:16

Os alimentos no mundo sobe 1% e no Brasil é desesperador, um kg de alcatra a um ano atrás a gente comprava 11.00 reais hoje custa 17.00 reais, em cidades pequenas e médias, e olha que o Brasil é um dos maiores produtores de alimento do mundo, já penso se não fossemos, mas o cômico e ontem ouvir do Ministro Mantega que a boa notícia é a colheita de tomate estar começando no Brasil e que com isso a inflação vai cair, meu caro Ministro, se o Sr não sabe o plantio de tomate no Brasil é regional, o plantio varia de região para região quando o Sul está plantando o Norte está colhendo e vice-versa.

Por Max Lopez, em 11/04/2013 às 12:30

Mas no Brasil os alimentos sobem 1% a cada 2 dias.... somente os otários da nação acreditam em inflação de 6%. Estamos sendo enganados como na Argentina. Mas lá ao menos o povo protesta, aqui os bobos da nação vestem a roupa de palhaço direto e ainda aplaudem a tudo...rs

Por acir carlos ochove, em 11/04/2013 às 08:47

Questão de competencia. "vamos fazer o diabo". Vai ter que reduzir o gasto publico. Vai doer. São alternativas conhecidas: ou inflação ou retira recursos que fabricam votos, e ainda tem um tempo de resposta. O prof Delfim Neto já disse AUMENTEM OS JUROS. FHC já disse REDUZAM OS GASTOS PUBLICOS. A inflação reduz drasticamente o poder de compra como todos sabemos, logo, reduz tambem o potencial eleitoreiro. Alguem já comentou sobre esse tema "a inflação é o pior inimigo de um governo", não precisa de oposição. A cumpanheira Cristina já decretou o congelamento dos combustiveis por seis meses. Até parece que não conhece a historia recente brasileira. Vamos aguardar as eleições. Uma definição não pode ser ignorada "se não trabalhar e consumir vai faltar" logo ...

Por erikssom patos, em 11/04/2013 às 05:23

É a volta da velha da mentalidade econômica heterodoxa, da ilusão do controle de preços, sunab, dos fiscais do Sarney, etc. Enquanto isso o governo esbanja recursos escassos existentes na economia para torrar com a maquina ineficiente e enferrujada.