Opinião

Por , em 12/04/2013 às 00:49  

Notas sobre o relativismo chinfrim – 1

Tamanho da fonte: a-a+

 

Pense no que seria o conhecimento?

Acho mais fácil responder “o que não é conhecimento?”, afinal há vários tipos de conhecimento. O básico, como alguém chamou “sensorial” pertence aos nossos sentidos, como olfato, tato, visão etc. e o que apreendemos deste mundo é guardado em nossa memória que, por sua vez, é outro tipo de conhecimento. Com o desenvolvimento da linguagem, o raciocínio se sofisticou, elevando o nível do que chamamos de conhecimento para explicações, argumentos e em nossa vida social, o desenvolvimento da retórica e das ideologias. Estas não deixam de ser conhecimento mesmo quando têm por objeto precípuo, o engano, o sofisma ou qualquer tipo de “falsa consciência” que venha a produzir. Afinal, como também já disse alguém, mesmo quando pensamos que temos conhecimento sobre algo podemos apenas estar sentados de costas para uma fogueira vendo sombras projetadas na parede do que realmente se passa às nossas costas…

Ou seja, dizer que tudo é posição ou escolha político-ideológica ignora que há algo concreto passível de ser apreendido objetivamente.

 




10 opiniões publicadas

O que você tem a dizer?

Por roberto argento filho argento, em 15/04/2013 às 15:17

Exemplo de Relativismo Chinfrim: Roseana Sarney (CeLeTista) se aposenta pelo Senado e receberá R$ 20,9 mil! - Chinfrim (CeLeTista) aposenta pelo teto do IINSS

Por roberto argento filho argento, em 15/04/2013 às 22:40

@argento: LEI DO ESTADO DE RIO DE JANEIRO Nº 6.402 DE 08.03.2013 D.O.E-RJ: 11.03.2013 Institui pisos salariais no âmbito do Estado do Rio de Janeiro para as categorias profissionais que menciona e estabelece outras providências. O Governador do Estado do Rio de Janeiro Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º. No Estado do Rio de Janeiro, o piso salarial dos empregados, integrantes das categorias profissionais abaixo enunciadas, que não o tenham definido em lei federal, convenção ou acordo coletivo de trabalho que o fixe a maior, será de: I - R$ 763,14 (setecentos e sessenta e três reais e quatorze centavos) Para os trabalhadores agropecuários e florestais; II - R$ 802,53 (oitocentos e dois reais e cinquenta e três centavos) Para empregados domésticos; serventes; trabalhadores de serviços de conservação; manutenção; empresas comerciais; industriais; áreas verdes e logradouros públicos, não especializados; contínuo e mensageiro; auxiliar de serviços gerais e de escritório; empregados do comércio não especializados; auxiliares de garçom e barboy; III - R$ 832,10 (oitocentos e trinta e dois reais e dez centavos) Para classificadores de correspondências e carteiros; trabalhadores em serviços administrativos; cozinheiros; operadores de caixa, inclusive de supermercados; lavadeiras e tintureiros; barbeiros; cabeleireiros; manicures e pedicures; operadores de máquinas e implementos de agricultura, pecuária e exploração florestal; trabalhadores de tratamento de madeira, de fabricação de papel e papelão; fiandeiros; tecelões e tingidores; trabalhadores de curtimento; trabalhadores de preparação de alimentos e bebidas; trabalhadores de costura e estofadores; trabalhadores de fabricação de calçados e artefatos de couro; vidreiros e ceramistas; confeccionadores de produtos de papel e papelão; dedetizadores; pescadores; criadores de rãs; vendedores; trabalhadores dos serviços de higiene e saúde; trabalhadores de serviços de proteção e segurança; trabalhadores de serviços de turismo e hospedagem; motoboys, esteticistas, maquiadores e depiladores; IV - R$ 861,64 (oitocentos e sessenta e um reais e sessenta e quatro centavos) Para trabalhadores da construção civil; despachantes; fiscais; cobradores de transporte coletivo (exceto cobradores de transporte ferroviário); trabalhadores de minas e pedreiras; sondadores; pintores; cortadores; polidores e gravadores de pedras; pedreiros; trabalhadores de fabricação de produtos de borracha e plástico; cabineiros de elevador; e garçons; V - R$ 891,25 (oitocentos e noventa e um reais e vinte e cinco centavos) Para administradores; capatazes de explorações agropecuárias, florestais; trabalhadores de usinagem de metais; encanadores; soldadores; chapeadores; caldeireiros; montadores de estruturas metálicas; trabalhadores de artes gráficas; condutores de veículos de transportes; trabalhadores de confecção de instrumentos musicais, produtos de vime e similares; trabalhadores de derivados de minerais não metálicos; trabalhadores de movimentação e manipulação de mercadorias e materiais; operadores de máquinas da construção civil e mineração; telegrafistas; barman; porteiros, porteiros noturnos e zeladores de edifícios e condomínios; trabalhadores em podologia; atendentes de consultório, clínica médica e serviço hospitalar; VI - R$ 918,25 (novecentos e dezoito reais e vinte e cinco centavos) Para trabalhadores de serviços de contabilidade e caixas; operadores de máquinas de processamento automático de dados; secretários; datilógrafos e estenógrafos; chefes de serviços de transportes e comunicações; telefonistas e operadores de telefone e de telemarketing; teleatendentes; teleoperadores nível 1 a 10; operadores de call Center; atendentes de cadastro; representantes de serviços empresariais; agentes de marketing; agentes de cobrança; agentes de venda; atendentes de call Center; auxiliares técnicos de telecom nível 1 a 3; operadores de suporte CNS; representantes de serviços 103; atendentes de retenção; operadores de atendimento nível 1 a 3; representantes de serviços; assistentes de serviços nível 1 a 3; telemarketing ativos e receptivos; trabalhadores da rede de energia e telecomunicações; supervisores de compras e de vendas; compradores; agentes técnicos de venda e representantes comerciais; mordomos e governantas; trabalhadores de serventia e comissários (nos serviços de transporte de passageiros); agentes de mestria; mestre; contramestres; supervisor de produção e manutenção industrial; trabalhadores metalúrgicos e siderúrgicos; operadores de instalações de processamento químico; trabalhadores de tratamentos de fumo e de fabricação de charutos e cigarros; operadores de estação de rádio, televisão e de equipamentos de sonorização e de projeção cinematográfica; operadores de máquinas fixas e de equipamentos similares; sommeliers e maitres de hotel; ajustadores mecânicos; montadores e mecânicos de máquinas, veículos e instrumentos de precisão; eletricistas; eletrônicos; joalheiros e ourives; marceneiros e operadores de máquinas de lavrar madeira; supervisares de produção e manutenção industrial; frentistas e lubrificadores; bombeiros civis nível básico, combatente direto ou não do fogo; técnicos de administração; técnicos de elevadores; técnicos estatísticos; terapeutas holísticos; técnicos de imobilização ortopédica; agentes de transporte e trânsito; guardiões de piscina; práticos de farmácia; auxiliares de enfermagem; VII - R$ 1.079,83 (um mil e setenta e nove reais e oitenta e três centavos) Para trabalhadores de serviço de contabilidade de nível técnico; técnicos em enfermagem; trabalhadores de nível técnico devidamente registrados nos conselhos de suas áreas; técnicos de transações imobiliárias; técnicos em secretariado; técnicos em farmácia; técnicos em radiologia; técnicos em laboratório; bombeiro civil líder, formado como técnico em prevenção e combate a incêndio, em nível de ensino médio; e técnicos em higiene dental; VIII - R$ 1.491,69 (um mil quatrocentos e noventa e um reais e sessenta e nove centavos) Para os professores de Ensino Fundamental (1º ao 5º ano), com regime de 40 (quarenta) horas semanais e técnicos de eletrônica e telecomunicações; técnicos em mecatrônica; tradutor e intérprete da Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS; secretário executivo; taxistas profissionais reconhecidos pela Lei Federal nº 12.468 de 26 de agosto de 2011, bem como, aqueles que se encontrem em contrato celebrado com empresas de locação de veículos, executando-se os permissionários autônomos que possuem motorista auxiliar; IX - R$ 2.047,58 (dois mil e quarenta e sete reais e cinquenta e oito centavos) Para administradores de empresas; arquivistas de nível superior; advogados; contadores; psicólogos; fonoaudiólogos; fisioterapeutas; terapeutas ocupacionais; arquitetos; engenheiros; estatísticos; profissionais de educação física; assistentes sociais; biólogos; nutricionistas; biomédicos; bibliotecários de nível superior; farmacêuticos; enfermeiros; bombeiro civil mestre, formado em engenharia com especialização em prevenção e combate à incêndio; e turismólogo. Parágrafo único. O disposto no inciso VI deste artigo aplica-se a telefonistas e operadores de telefone e de telemarketing; teleoperadores nível 1 a 10; operadores de call center; atendentes de cadastro; representantes de serviços empresariais; agentes de marketing; agentes de cobrança; agentes de venda; atendentes de call center; auxiliares técnicos de telecom nível 1 a 3; operadores de suporte CNS; representantes de serviços 103; atendentes de retenção; operadores de atendimento nível 1 a 3; representantes de serviços; assistentes de serviços nível 1 a 3; telemarketing ativos e receptivos, cuja jornada de trabalho seja de 06 (seis) horas diárias ou 180 (cento e oitenta) horas mensais. Art. 2º. Ficam excetuados dos efeitos desta Lei os empregados que tem piso salarial definido em lei federal, convenção ou acordo coletivo e os excluídos pelo inciso II do § 1º do art. 1º da Lei Complementar nº 103, de 14 de julho de 2000. Art. 3º. Os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário deverão observar os valores do Piso Salarial Regional previsto em Lei Estadual em todos os editais de licitação para contratação de empresa prestadora de serviço. Parágrafo único. O disposto no "caput" deste artigo aplicase também a toda administração indireta. Art. 4º. Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, produzindo os seus efeitos a partir de 1º de janeiro de 2013, revogadas as disposições da Lei nº 6.163, de 9 de fevereiro de 2012. Rio de Janeiro, 08 de março de 2013 SÉRGIO CABRAL Governador (quanto receberá um aposentado do RJ, "contemplado" com o maior salário?)

Por roberto argento filho argento, em 15/04/2013 às 15:11

Exemplo de Relativismo Chinfrim: Roseana Sarney (CeLeTista) se aposenta pelo Senado e receberá R$ 20,9 mil!

Por roberto argento filho argento, em 15/04/2013 às 15:14

@argento: Chinfrim se aposenta pelo teto do IINSS

Por augusto josé sá campello, em 12/04/2013 às 17:30

Boa tarde. Vixe! Estudei Teoria do Conhecimento. Meus neurônios eram ainda novinhos e quase pifaram. Ajscampello

Por erikssom patos, em 12/04/2013 às 15:37

Anselmo Heidrich é muito espinhoso esse tema por se tratar da teoria do conhecimento, portanto da episteme. Sempre vai existir uma fronteira ou limiar do já conhecido e aceito como tal, e o novo e desconhecido. Considero dois grandes filósofos da ciência nessa área, Thomas Kuhn e Imre Lakatos, sem desprezar K. R. Popper

Por roberto argento filho argento, em 15/04/2013 às 13:16

@patos: Esqueceu que, desde Platão e o Mito da Caverna a Michel Foucaut, a Razão pertence ao Mais Forte? (Quem vai colocar o Guizo no Gato?)

Por Anselmo Heidrich, em 12/04/2013 às 15:51

@patos Talvez com casos práticos fique mais claro...

Por milton valdameri, em 12/04/2013 às 01:52

Este é um tema espinhoso, mas muito interessante. O conhecimento é relativo por natureza, pois não é possível dizer que não há mais nenhuma informação a ser obtida sobre o objeto do conhecimento, uma vez que se existem mais informações, elas são desconhecidas. Por exemplo, as pessoas conhecem seu familiares, convivem com eles durantes décadas e não é possível dizer que não os conhece, mas frequentemente são surpreendidos por atitudes ou reações inesperadas, mostrando que não conheciam tanto quanto imaginavam. Outro exemplo interessante é a crença religiosa, um cristão pode conhecer profundamente o islamismo e vice-versa. No entanto não significa que um indívíduo acredita simplesmente por que conhece, ao mesmo tempo que pode acreditar intensamente, sem conhcer profundamente. No meu entendimento, conhecimento é aquilo que está baseado em informações e qua não descarta informçãoes por conveniência, ou seja, que pode sempre ser modificado quando novas informções mostram que está errado, quando isto não contece, é crença e não conhecimento.

Por Anselmo Heidrich, em 12/04/2013 às 15:53

@miltonv Gosto bastante desta citação, embora tenha esquecido a autoria... "crenças baseadas na paixão prestam mau serviço à própria paixão".