Opinião

Por , em 18/05/2013 às 21:50  

Carta Aberta ao Prefeito ACM Neto, de Salvador/BA

Tamanho da fonte: a-a+

Prefeito, precisamos revolucionar a questão do transporte público em Salvador! Pensar fora da caixa! Vencer o lobby dos empresários donos de concessões de linhas de ônibus e dos taxistas! Vamos melhorar o transporte público para as pessoas da nossa cidade, acabar com essa cultura individualista do carro pessoal, que tanto corresponde para os congestionamentos hercúleos em nossa amada cidade!

Sugiro as seguintes medidas:

1) Estabelecer linhas-tronco de ônibus, uma no trajeto Mussurunga-Iguatemi-Lapa (Via Paralela Bonocô), outra no trajeto Cajazeiras-Calçada-Ribeira (Via Av. Luís Eduardo), e outra no trajeto Itapoã-Pituba-Barra (Via Orla), e somente nessas linhas-tronco circularão ônibus de grande porte. Todos os demais pontos de ônibus da cidade serão servidos com linhas marginais, de microonibus, que se integrarão (na tarifa) com as 03 linhas-tronco principais;

2) Regulamentar as vans e os moto-táxis, com tarifas fixas, e, no caso das vans, fazendo os mesmos circuitos dos microonibus citados no item acima. Ainda, dobrar o número de alvarás de taxis, permitindo através de instrumento legal a concessão de descontos pelos taxistas aos passageiros, na forma como ocorre hoje em algumas capitais, como Brasília (vide a cooperativa 3030).

3) Implantar passarelas em toda a Orla de Salvador e em avenidas de grande concentração de prédios, como a Av. Tancredo Neves, Av. Magalhães Neto, Av. ACM.

Com essas 3 medidas, que dependem muito mais de mudanças no marco regulatório do que de investimentos orçamentários (também dependem, mas custam mais barato do que o término do metrô), o Sr., Prefeito, irá:

a) Diminuir o tráfego de ônibus de grande porte em avenidas e ruas mais estreitas ou comumente mais engarrafadas;

b) Democratizar o acesso ao transporte público individual (táxis e mototáxis) a pessoas de menor renda;

c) Enfraquecer o lobby dos taxistas e das empresas de ônibus sobre a cidade de Salvador, que hoje tornam o nosso transporte demorado, mal planejado e servidor apenas de interesses escusos.

Fico aguardando pelo menos uma reflexão a respeito, Sr. Prefeito.

Grato,

Victor Castro.
(advogado, eleitor de seu avô, de seu tio e, espero, também seu um dia – quando eu voltar a votar na Bahia)




Nenhuma opinião publicada

O que você tem a dizer?