Opinião

Por xicograziano, em 11/06/2013 às 09:23  

Índios contemporâneos: a suspeita da fraude antropológica

Tamanho da fonte: a-a+

Nenhum dos conflitos atuais envolve disputa por floresta virgem. Todos, pelo contrário, recaem sobre terras produtivas, sob a alegação de que seriam, no passado, indígenas. No limite, o raciocínio permite englobar também as praias cariocas, a Avenida Paulista, a Esplanada dos Ministérios, recantos alhures, pois, afinal, tudo pertencia aos índios até o descobrimento.
Percebe-se que os atuais conflitos indígenas não decorrem de nenhuma guerra de extermínio, ataque à floresta ou prepotência ruralista. Nada disso. Os índios contemporâneos não querem, exceto talvez os da Amazônia, caçar com arco e flecha. Desejam terras para cultivar, pastorear rebanhos, ganhar dinheiro. Estão certos. Errado é continuar tratando índios remanescentes como “almas puras”, inimputáveis perante a lei da sociedade humana. Isso precisa mudar.
Veja artigo na íntegra

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,indios–contemporaneos-,1040997,0.htm




Nenhuma opinião publicada

O que você tem a dizer?