Opinião

Por José Antônio da Conceição, em 23/06/2013 às 12:43  

Repetindo um ALERTA!

Tamanho da fonte: a-a+

 

Democracia e estado de direito, mesmo nas condições deterioradas atuais, ainda permitem a construção do caminho de volta.

No autoritarismo, com o estado de direito literalmente nocauteado, o caminho de volta não existe e muitas gerações serão consumidas na criação das condições necessárias.

O movimento atual, se conseguir isolar completamente governo, instituições e todos os políticos, incluídos a minoria da classe política onde ainda resta um pouquinho de ética e probidade… estará abrindo caminho (estrada larga) para instalação de outro período negro nas terras de Pindorama.

Esta, é uma análise sucinta, rápida e direta! Haverão os contestadores… provavelmente serão maioria absoluta.

É justamente aí que reside o perigo… Há Generais dando gargalhada e aguardando o momento oportuno para dar o bote certeiro.
—————————————————————————————————————————————————-
Não digam (depois) que eu, o Leão e o Obi não alertamos para esta possibilidade…
—————————————————————————————————————————————————-
Os Generais não estão sozinhos! A direita reacionária, fascista e neonazista está junto com eles…
Os conceitos de direita e esquerda estão “fora de moda”, eu sei. Mas as pessoas ainda guardam dentro da mente o “modo de agir” e as ações que devem ser levadas a cabo por cada uma das ideologias ditas opostas.
—————————————————————————————————————————————————-
Nada lhe posso dar que já não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.
Hermann Hesse
—————————————————————————————————————————————————-
Albert Camus utilizou-se de Sísifo, personagem da mitologia grega, para centralizar questionamentos filosóficos na busca da percepção da vida e o determinismo de responsabilidade das ações que possam nortear o caminhar do homem no sentido metafísico e nas relações interpessoais.

Sísifo age de forma talentosa e consegue amenizar a fúria de Zeus, rei dos deuses, quando ordenou Tânatus, deus da morte, para levá-lo ao mundo subterrâneo. Ele elogia a sua beleza e obtém a concordância de Tânatus para colocar um colar em seu pescoço, com o qual manteve a morte aprisionada.
Leia sobre o mito de Sísifo…
—————————————————————————————————————————————————-




Nenhuma opinião publicada

O que você tem a dizer?