Publicidade

RESPONSIVE ADS HERE


Pedido de pensão do ex-ministro Sergio Moro é considerado Crime






A revelação feita pelo ex-ministro da Justiça Sérgio moro. Cargo a uma pensão para família tem recebido. 

Críticas no meio jurídico segundo especialistas não há previsão legal para esse tipo de pedido aceita o convite do recém eleito presidente Jair bolsonaro. Na última sexta-feira moro.

Se tornar o ministro estava abandonando 22 anos para contribuir 22 anos para previdência e pedia na saindo da magistratura essa Previdência. 

Pedir apenas já que nós iremos ser firmes contra a criminalidade especialmente que mais organizada que é muito poderosa que se.

De que a minha família não ficasse desamparada sem uma pensão foi a única condição que eu coloquei para assumir essa posição. 

Presidente Jair bolsonaro de tentativa de interferência na Polícia Federal pode ter cometido um crime ao pedir a pensão que não está previsto. 

Acordo de ter a família resguardada caso ocorresse alguma coisa com ele não existe previsão legal para este fato o caminho correto segundo professor. 

Sorrentino teria se submeter as regras válidas a todos os cidadãos que trocam de carreira ele tem o direito de ser submetido as regras de transição. 

Pudesse aplicado se puder ser utilizado Nacional da Previdência será mas ele precisa como todo cidadão se submeter as regras aplicar. 

O regime especial de exceção apenas para um servidor específico apenas para um caso específico investigados pela justiça pede que o suposto crime cometido pelo ex-ministro seja analisado com o Rigor utilizado por Moro nos templos de magistratura.

Solicito uma vantagem que ainda é vida ou ele cometeu o crime de concussão também na mesma foto sei que se por acaso ele ainda estivesse no comando da força-tarefa de Curitiba. 

Flores para uma denúncia pelos dois crimes sem importar com obesidade em nota os Ministro Sérgio moro afirmou que o pedido foi o.

Caso de assassinato durante o trabalho exposto de combate ao Crime Organizado segundo ele a concessão dependeria de nova lei. 

Justificar a solicitação pelo fato da perda de 22 anos de contribuição previdenciária durante o exercício da magistratura.

Presidente Jair bolsonaro determinou que a polícia federal continue fazendo a segurança do ex-ministro e da família. Mais seis meses.

0 Comentários